O número de casos confirmados no Ceará do novo coronavírus chegou a 382. Foram 23 os testes positivos a mais em comparação aos números divulgados no domingo, 29. As informações são do boletim divulgado ontem pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa). Segundo a pasta, permanecia em cinco o número de óbitos em decorrência da covid-19.

O prefeito de Sobral Ivo Gomes, no entanto, divulgou na noite de ontem pelas redes sociais a primeira morte no interior do Estado atribuída à pandemia. Trata-se de uma mulher de 60 anos, moradora da cidade de Santa Quitéria, que morreu “há dias” quando estava internada no Hospital Regional Norte.

Ivo explica que o primeiro exame realizado foi inconclusivo, mas o segundo deu positivo para o novo coronavírus.

O maior acréscimo nas ocorrências, no período de 24 horas, aconteceu em Fortaleza, que teve aumento de 338 para 353 na quantidade de casos confirmados, seguida por Aquiraz, que foi de sete para 14. Beberibe, que até então não constava na lista, passou a fazer parte dos municípios com moradores diagnosticados.

O governador Camilo Santana havia confirmado a quantidade de doentes horas antes do boletim, por meio de transmissão ao vivo feita nas redes sociais. Ele afirmou que a chegada da primeira remessa dos 350 mil kits de testes rápidos para a covid-19 estava sendo esperada para ontem. Os kits foram adquiridos pelo Governo do Estado.

“Tem sido uma estratégia nossa. Por isso que o Ceará tem elevado número de casos, porque estamos testando muito. Não sei como os outros estados estão fazendo. Mas com esses 350 mil testes rápidos – os primeiros chegando já hoje – vamos iniciar mais testes para que tenhamos mais informações para nossa estratégia de combate ao coronavírus”, afirmou Camilo.

De acordo com relatório diário elaborado pelo Ministério da Saúde, 55% dos registros no País são de residentes na região Sudeste, seguidos pelos habitantes do Nordeste (17%). O Ceará concentra quase a metade de todos os casos, assumindo o posto de estado com maior número de infectados identificados na região. No entanto, o índice de mortalidade é de 1,3%, inferior à média da região, que é de 2,2%. Na capital, a taxa de mortalidade é de 1,4% (cinco óbitos entre 353 diagnosticados). Os estados do Nordeste com maiores taxas de mortes de pacientes acometidos pela covid-19 são o Piauí, com 18,8%, Pernambuco (7,7%) e Maranhão (4,3%).

O Brasil registrou até ontem 4.579 confirmações, número que corresponde a 323 novos positivos em relação à última atualização, feita no domingo. As mortes chegam a 159, com aumento de 23 óbitos em relação à última contagem. O índice de letalidade nacional está em 3,5%. Já a média de óbitos global até o domingo era de 4,7%.

O governo brasileiro também anunciou ontem a chegada das primeiras 500 mil unidades de testes rápidos. Esse é o primeiro lote de um total de 5 milhões de kits adquiridos pela mineradora Vale e doados ao Ministério da Saúde.

Os testes serão usados em profissionais que atuam na área de saúde, em postos e hospitais de todo o País, além de agentes de segurança, como policiais, bombeiros e guardas civis.

Fonte: O Povo