O PL de Jair Bolsonaro elegeu a maior bancada na Câmara, com 99 deputados, mas pode não desfrutar desse número. Há no TSE quatro processos por fraude no cumprimento da cota de 30% de candidaturas de mulheres, e três dessas ações se referem a chapas estaduais e federais do partido do presidente. O quarto processo corre contra o PRTB. “Os partidos precisam atender uma cota mínima de candidaturas e, como as mulheres são excluídas desse processo partidário, há a estratégia de convocação apenas para cumprir a lei”, diz a cientista política da UFPI Luciana Santana.