O Partido Liberal no Ceará está dialogando com pré-candidatos da legenda ao Legislativo em busca de unidade em torno do ex-deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) para uma candidatura a governador.

A ideia é que Raimundo deixe o PSDB e se filie ao PL para concorrer à sucessão do governador Camilo Santana (PT). O partido chegou a considerar também que o ex-parlamentar saísse candidato ao Senado, em chapa com Capitão Wagner (Pros) – o que não deve ocorrer.

A tendência, agora, é que a candidatura seja confirmada ao Executivo. A informação é do deputado federal Jaziel Pereira (PL). De acordo com o parlamentar, é uma candidatura para “marcar presença” em um palanque em torno da reeleição do presidente Jair Bolsonaro no Ceará.

Segundo o vereador Pedro Matos (Pros), que é filho do ex-deputado, a articulação também está sendo feita via PL nacional. A expectativa é que as definições sejam anunciadas até o dia 31 de março – daqui a duas semanas.

A coluna procurou o ex-deputado para comentar o assunto, mas não obteve sucesso nas tentativas.

GOVERNISMO

Nomeado para a direção de Planejamento e Articulação de Políticas da Sudene, em 2020, por convite do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, Raimundo Matos tem atuado próximo a aliados do presidente Jair Bolsonaro, mesmo ainda filiado ao PSDB.

Caso a candidatura seja confirmada, o presidente da República terá dois palanques no Estado. Além de Raimundo, Bolsonaro teria a candidatura do deputado federal Capitão Wagner (Pros) ao governo estadual para chamar de sua.

 

Fonte: Diário do Nordeste

PODCAST DIÁLOGO MAIS – ELEIÇÕES 2022 – O nosso sistema eleitoral é seguro? O que é fato ou boato?