Após a Copa do Mundo, Lionel Messi ficou ainda mais querido entre os argentinos. Caso tentasse ser presidente do país, o camisa 10 da seleção teria grande chance de ser eleito.

O craque da Argentina foi citado em 36,7% das respostas, seguido por Javier Milei (12%) e da ex-presidente e atual vice Cristina Kichner (11,3%). Maurício Macri, também ex-mandatário, é o 5º com 6,9%.

Os dados apontaram levantados pela Giacobbe Consultures apontam o craque como favorito ao cargo, à frente de nomes conhecidos da política. Como a modalidade da pesquisa é a de forma espontânea, o eleitor fala o primeiro nome que surge na cabeça.

A pesquisa entrevistou 2.500 pessoas entre os dias 19 e 20 de dezembro, dois dias após o título da Argentina pela Copa do Mundo do Catar. A margem de erro da pequisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Alberto Fernandéz, atual presidente, aparece somente em nono, com 1,3%. Brancos e nulos somaram 5,1%, indecisos 10% e 0,8% não quiseram responder. Quando perguntados diretamente sobre Lionel para presidente, 43,7% aprovariam a ida dele para a presidência contra 37,8%.

Fonte: Diário do Nordeste

MAIS SAÚDE – A VARÍOLA DOS MACACOS