(Foto: Reprodução)

O material orgânico encontrado na região onde o jornalista Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira desapareceram, no Amazonas, está sendo analisado por peritos do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal em Brasília.

O objetivo é analisar o DNA contido nesse material. O trabalho do laboratório pode dar uma resposta importante para o esclarecimento dos fatos na região do Vale do Javari.

A perícia consiste no cruzamento de informações genéticas de parentes dos desaparecidos e do material orgânico colhido na região das buscas.

Por meio do exame de DNA será possível saber se sangue e vísceras encontradas na região onde houve o desaparecimento pertencem a Dom e Bruno.

A expectativa é de que o laudo saia ainda nessa semana. Se confirmado que há relação com os desaparecidos, a Polícia Federal informa às famílias no Brasil. Cabe ao Ministério das Relações Exteriores avisar os parentes de Dom Phillips na Inglaterra.

Nesta terça-feira, em Brasília, um grupo de servidores da Funai protestou em frente à sede com cartazes perguntando onde estão Bruno e Dom Phillips.

O delegado Marcelo Xavier, que é presidente da Funai, disse que nada vai ficar sem resposta.

“Há um empenho do estado brasileiro em se apurar o que se passa por lá. Efetivamente tudo será investigado. As motivações, as razões, e porque esse desaparecimento ocorreu. Com toda certeza, o Governo Federal, a Polícia Federal, a Funai, estão empenhados nisso”, disse.

Fonte: Jornal da Band

DIÁLOGO MAIS – O Bullying e sua consequências