Connect with us

Política

Pacificamente, 4 mil indígenas protestam em Brasília contra redução de direitos

Publicado

on

Cerca de 4 mil indígenas de diferentes estados brasileiros percorreram os dois lados da Esplanada dos Ministérios nesta quinta-feira (27) para protestar contra a redução dos direitos dos povos, considerada por eles “a mais grave e iminente ofensiva” dos últimos 30 anos. Planejado desde o início pelas lideranças, em acordo com a Polícia Militar, a manifestação não registrou nenhum incidente nas duas horas e meia de duração.

Durante o ato, os indígenas recusaram um convite para participar de um encontro com representantes do governo federal, preferindo apenas protocolar, na entrada de alguns ministérios, o documento final do Acampamento Terra Livre, que está em sua 14ª edição. O texto contém um tom mais político e de “denúncia” do que simplesmente elencar as reivindicações e conclama, por exemplo, à “sociedade brasileira e à comunidade internacional” para que se unam à luta dos povos originários pela defesa dos territórios tradicionais.

Com roupas típicas, faixas e entoando cânticos, os manifestantes se dirigiram ao Congresso Nacional ocupando as seis faixas do Eixo Monumental do lado da Catedral de Brasília. A primeira parada foi em frente ao Palácio Itamaraty, ao lado do Ministério da Saúde, onde foi protocolada uma das cópias do documento. Próximo ao gramado do Congresso, duas grades de metal separavam os indígenas do acesso ao prédio onde ficam os parlamentares.

Recado aos Três Poderes

Com recados aos Três Poderes, o texto cita o governo do presidente Michel Temer que, segundo os signatários, tem promovido “graves medidas para desmantelar as políticas públicas voltadas a atender nossos povos”. A identificação, demarcação e proteção das terras indígenas continua sendo uma das principais bandeiras, ao lado da melhoria dos sistemas de saúde e educação dos indígenas. O sucateamento da Fundação Nacional do Índio (Funai) também é criticado, assim como as “nomeações de notórios inimigos dos povos indígenas para cargos de confiança”.

Ao Legislativo, o texto registra “repúdio” a medidas violadoras de direitos que têm tramitado na Câmara e no Senado “sem qualquer consulta ou debate junto a nossas instâncias representativas”. As seguintes propostas e projetos de lei são rechaçadas: Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215/2000, que transmite ao Congresso Nacional o poder de demarcar terras indígenas, PEC 187/2016, que permite atividades agropecuárias em territórios indígenas, Projeto de Lei (PL) 1.610/1996, que trata da exploração de recursos minerais em terras das comunidades, e o PL 3.729/2004, que regulamenta o impacto ambiental de obras que degradam o meio ambiente.

A tese do marco temporal é a principal preocupação dos povos indígenas no Judiciário. De acordo com a interpretação jurídica, as terras tradicionais só poderiam ser consideradas como tal se estivessem sob posse indígena quando a Constituição foi promulgada em 1988. O documento classifica a tese de “nefasta” e diz que, se adotada, irá “aniquilar nosso direito originário às terras tradicionais”, além de validar o “grave histórico” de perseguição, matança e invasão dos territórios. No texto, os indígenas também condenam decisões jurídicas que anulam terras “já consolidadas e demarcadas definitivamente”.

Cem povos indígenas de diversas etnias estavam representados na capital federal desde segunda-feira (24). “Denunciamos a mais grave e iminente ofensiva aos direitos dos povos indígenas desde a Constituição Federal de 1988, orquestrada pelos três Poderes da República em conluio com as oligarquias econômicas nacionais e internacionais, com o objetivo de usurpar e explorar nossos territórios tradicionais e destruir os bens naturais, essenciais para a preservação da vida e o bem-estar da humanidade, bem como devastar o patrimônio sociocultural que milenarmente preservamos”, diz trecho do documento.

Protesto tranquilo

Diferentemente da última terça-feira (25), quando outra marcha na Esplanada provocou conflitos entre policiais militares e indígenas, o protesto desta tarde foi tranquilo. No gramado central do Congresso, enquanto aguardavam o retorno de algumas lideranças do Ministério da Justiça, as diferentes comunidades aproveitaram o tempo para se confraternizar.

De braços dados, cantando e batendo os pés no chão, os indígenas corriam de um lado para outro e pediam a demarcação dos seus territórios. O retorno ao acampamento, no Teatro Nacional, também foi marcado por diferentes cânticos indígenas. Do carro de som, lideranças se revesavam puxando músicas e gritos de guerra como “Demarcação Já”, “Diga ao Povo que Avance”, e “Pisa Ligeiro, Quem Não Pode com a Formiga, Não Assanha o Formigueiro!”.

Os manifestantes recusaram um convite para participar de um encontro com representantes do governo federal José Cruz/Agência Brasil

Além dos ministérios da Educação e Saúde, os indígenas protocolaram o documento no Palácio do Planalto. Diferentes comissões também foram recebidas pelos ministros do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber, Dias Toffoli, Marco Aurélio Mello e Luís Roberto Barroso. Em encontro nessa quarta-feira (26), a presidente do STF, Cármen Lúcia, prometeu retomar o julgamento de uma ação contra a mineradora Vale . No Palácio da Justiça, uma reunião que estava marcada com o ministro Osmar Serraglio e o chefe da Casa Civil, ministro Eliseu Padilha, foi negada pelos indígenas.

“No atual momento, nós aceitarmos um pedido de audiência, é legitimarmos tudo que eles estão fazendo contra nós: a criminalização de nossas lideranças e o genocídio que vem acontecendo com nossos povos. Nós tirarmos uma foto com eles, nos sentarmos, tomar um café, beber uma água e eles não atenderem nossos objetivos, dizer nos receberam e que está tudo bem? Preferimos simplesmente só protocolar o documento e sairmos”, explicou Kretã Kaingang, do Paraná.

Novos protestos

De acordo com as lideranças, não há um prazo específico para resposta às reivindicações, mas a necessidade dos povos indígenas é para que sejam cumpridas o mais rápido possível. Ana Terra Yawalapiti, que mora no Alto Xingu, não descartou o retorno dos indígenas a Brasília caso os pleitos não sejam cumpridos.

“Nós vamos voltar. A gente vai cobrar e viremos fora da época [anual] do Acampamento Terra Livre para fazer nossos protestos. Senão nunca teremos resultados. Eu não vou parar [de reivindicar] enquanto eles não derem nenhum sinal de resposta para nós”, disse a liderança, após protocolar o documento.

Para o coordenador-geral do Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia, Kâhu-Pataxó, a mobilização dessa vez foi mais bem organizada porque, durante as negociações, houve entendimento das diferentes etnias indígenas.

“Foi muito tranquilo, conseguimos fazer um diálogo muito bom com a polícia. As dificuldades que a gente sempre tem é porque não estamos trabalhando com índios, estamos falando com povos indígenas. Então precisa-se de fato discutir muito bem algumas coisas com o pessoal para estar claro para as lideranças na hora de fazer a movimentação. A variedade de cultura e modos de organização é bem diferente. O que você acha que para o seu povo é uma coisa comum, para outro não é. É algo que se torna até uma questão de dogma para aquela etnia. Então temos que sempre ter muito cuidado porque vivemos num país pluriétnico”, disse.

Fonte: Agência Brasil

Radio Ao vivo

SAIU NA MAIS

anúncio
Videos2 horas atrás

AO VIVO – MAIS NOTÍCIAS – 28/02/2024

Brasil5 horas atrás

PESQUISA USP: maioria dos manifestantes tem dissonância cognitiva e se identifica com extrema-direita

Videos18 horas atrás

AO VIVO – MANHÃ DE NOTÍCIAS – 28/02/2024

Noticias1 dia atrás

Neidival Alves Vanderlei, assassino de Marciana, é condenado à pena máxima

Colunas2 dias atrás

Judeus são cristãos?

Ceará2 dias atrás

Influenciador preso em Fortaleza estuprou ao menos 7 vítimas, entre elas mãe e filha

Brasil2 dias atrás

MEC divulga segunda chamada dos candidatos pré-selecionados para as bolsas do Prouni

Ceará2 dias atrás

Idoso é resgatado após mais de nove horas preso entre paredes no Ceará

Noticias2 dias atrás

PF está avaliando incluir Silas Malafaia no grupo de investigados da suposta tentativa de golpe de Estado

Ceará2 dias atrás

Professora é morta a tiros no interior do Ceará

Esportes2 dias atrás

Primeira fase da Copa do Brasil de 2024 tem Iguatu x Juventude, no Estádio Morenão

Brasil3 dias atrás

IR: Empresas têm até esta quinta-feira, 29, enviar comprovantes de rendimentos

Noticias3 dias atrás

Maranguape registrou a maior chuva do Ceará; quase 200 milímetros

Noticias3 dias atrás

Prefeitura de Nova Russas divulga edital para o concurso público que oferece 540 vagas

Noticias3 dias atrás

MS enviará doses de vacinas contra a dengue para mais 29 municípios nos próximos dias

Noticias3 dias atrás

Saiba como foi a manifestação com a presença do ex-presidente, Jair Bolsonaro (PL)

Iguatu3 dias atrás

Palestra aborda conflito Palestina e Israel com enfoque geográfico

Iguatu4 dias atrás

Audiência de Custódia Operação Martelo de Ferro: Presidente do SPUMI, Sayonara Fernandes, ganha liberdade provisória com tornozeleira, mas é afastada do Sindicato

Videos5 dias atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 23/02/2024

Iguatu5 dias atrás

Auditoria realizada por ex-controlador revela irregularidades não atendidas pela administração municipal

Iguatu5 dias atrás

Operação Martelo de Ferro: Polícia Civil de Iguatu realiza ação contra o tráfico de drogas e presidente do SPUMI é detida por suposto envolvimento em atividades criminosas

Noticias6 dias atrás

Choveu em Fortaleza e mais 149 cidades cearenses nas últimas 24 horas

Iguatu6 dias atrás

Voto do Ministro Nunes Marques Mantém Cassação dos Mandatos de Ednaldo e Franklin

Noticias6 dias atrás

Mandados são cumpridos no CE contra suspeitos de ajudar fugitivos de Mossoró

Brasil6 dias atrás

Homem perde o antebraço após ataque de cão durante tentativa de furto

Ceará6 dias atrás

Tragédia em Barro: há 20 anos, acidente com ônibus deixou 42 mortos no Ceará

Ceará6 dias atrás

Trisal que conseguiu registrar o filho com os nomes do pai e das duas mães comemora a conquista: ‘sentimento de justiça’

Ceará6 dias atrás

Polícia investiga se mulher presa com drogas no Ceará iria fornecer armas a fugitivos de presídio em Mossoró

Artigo6 dias atrás

Vergonha Política em Iguatu: Pula Pula Pipoquinha e a Urgência da Renovação

Noticias6 dias atrás

Flávio Dino assume cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal

Videos2 horas atrás

AO VIVO – MAIS NOTÍCIAS – 28/02/2024

Brasil5 horas atrás

PESQUISA USP: maioria dos manifestantes tem dissonância cognitiva e se identifica com extrema-direita

Videos18 horas atrás

AO VIVO – MANHÃ DE NOTÍCIAS – 28/02/2024

Noticias1 dia atrás

Neidival Alves Vanderlei, assassino de Marciana, é condenado à pena máxima

Colunas2 dias atrás

Judeus são cristãos?

Ceará2 dias atrás

Influenciador preso em Fortaleza estuprou ao menos 7 vítimas, entre elas mãe e filha

Brasil2 dias atrás

MEC divulga segunda chamada dos candidatos pré-selecionados para as bolsas do Prouni

Ceará2 dias atrás

Idoso é resgatado após mais de nove horas preso entre paredes no Ceará

Noticias2 dias atrás

PF está avaliando incluir Silas Malafaia no grupo de investigados da suposta tentativa de golpe de Estado

Ceará2 dias atrás

Professora é morta a tiros no interior do Ceará

Esportes2 dias atrás

Primeira fase da Copa do Brasil de 2024 tem Iguatu x Juventude, no Estádio Morenão

Brasil3 dias atrás

IR: Empresas têm até esta quinta-feira, 29, enviar comprovantes de rendimentos

Noticias3 dias atrás

Maranguape registrou a maior chuva do Ceará; quase 200 milímetros

Noticias3 dias atrás

Prefeitura de Nova Russas divulga edital para o concurso público que oferece 540 vagas

Noticias3 dias atrás

MS enviará doses de vacinas contra a dengue para mais 29 municípios nos próximos dias

Noticias3 dias atrás

Saiba como foi a manifestação com a presença do ex-presidente, Jair Bolsonaro (PL)

Iguatu3 dias atrás

Palestra aborda conflito Palestina e Israel com enfoque geográfico

Iguatu4 dias atrás

Audiência de Custódia Operação Martelo de Ferro: Presidente do SPUMI, Sayonara Fernandes, ganha liberdade provisória com tornozeleira, mas é afastada do Sindicato

Videos5 dias atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 23/02/2024

Iguatu5 dias atrás

Auditoria realizada por ex-controlador revela irregularidades não atendidas pela administração municipal

Iguatu5 dias atrás

Operação Martelo de Ferro: Polícia Civil de Iguatu realiza ação contra o tráfico de drogas e presidente do SPUMI é detida por suposto envolvimento em atividades criminosas

Noticias6 dias atrás

Choveu em Fortaleza e mais 149 cidades cearenses nas últimas 24 horas

Iguatu6 dias atrás

Voto do Ministro Nunes Marques Mantém Cassação dos Mandatos de Ednaldo e Franklin

Noticias6 dias atrás

Mandados são cumpridos no CE contra suspeitos de ajudar fugitivos de Mossoró

Brasil6 dias atrás

Homem perde o antebraço após ataque de cão durante tentativa de furto

Ceará6 dias atrás

Tragédia em Barro: há 20 anos, acidente com ônibus deixou 42 mortos no Ceará

Ceará6 dias atrás

Trisal que conseguiu registrar o filho com os nomes do pai e das duas mães comemora a conquista: ‘sentimento de justiça’

Ceará6 dias atrás

Polícia investiga se mulher presa com drogas no Ceará iria fornecer armas a fugitivos de presídio em Mossoró

Artigo6 dias atrás

Vergonha Política em Iguatu: Pula Pula Pipoquinha e a Urgência da Renovação

Noticias6 dias atrás

Flávio Dino assume cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal

Videos2 horas atrás

AO VIVO – MAIS NOTÍCIAS – 28/02/2024

Videos18 horas atrás

AO VIVO – MANHÃ DE NOTÍCIAS – 28/02/2024

Videos5 dias atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 23/02/2024

Videos2 semanas atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 16/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MAIS NOTÍCIAS – 09/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 09/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MANHÃ DE NOTÍCIAS – 09/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MAIS NOTÍCIAS – 08/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MANHÃ DE NOTÍCIAS – 08/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO -MAIS NOTÍCIAS – 07/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MANHÃ DE NOTÍCIAS – 07/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MAIS NOTICIAS – 06/02/2024

Videos3 semanas atrás

AO VIVO – MAIS NOTÍCIAS – 05/02/2024

Videos4 semanas atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 02/02/2024

Videos4 semanas atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 02/02/2024

Videos4 semanas atrás

AO VIVO – MAIS NOTÍCIAS 02/02/2024

Videos4 semanas atrás

MAIS NOTÍCIAS AO VIVO 01/02/2024

Videos4 semanas atrás

AO VIVO – MANHÃ DE NOTÍCIAS – 31/01/2024

Videos1 mês atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 29/01/2024

Videos1 mês atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 22/01/2024

Videos1 mês atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 19/01/2024

Videos1 mês atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 18/01/2024

Videos1 mês atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 15/01/2024

Videos2 meses atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 12/01/2024

Videos2 meses atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 11/01/2024

Videos2 meses atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 08/01/2024

Videos2 meses atrás

AO VIVO – MAIS JUSTIÇA 05/01/2024

Videos2 meses atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 04/01/2024

Videos2 meses atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 18/12/2023

Videos3 meses atrás

AO VIVO – ESPORTE SHOW 11/12/2023

EM ALTA

Fechar Propaganda
Fechar Propaganda