Na noite dessa sexta-feira (26) a Ordem dos Advogados do Brasil Subseção de Iguatu inaugurou a galeria de presidentes – espaço de homenagem aos ex-presidentes da Subseção Local. Na mesma ocasião foi feito o lançamento do livro “CNJ na perspectiva da advocacia” do ministro do Conselho Nacional de Justiça Valdetário Andrade Monteiro.

Galeria de ex-presidentes (Foto: Daniela Lima)

A cerimônia teve em sua programação apresentação de repente com os poetas Joás Rodrigues e Cicero Cosme, banda de música municipal Manoel Ferreira de Lima, coral José Aurias Barreira da OAB CE cantando o Hino ao Advogado, alguns depoimentos de representantes da advocacia, posse da nova comissão temática “Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa” tendo como presidente a advogada Paula Alexandre e vice a advogada Nazaré Uchoa, reinauguração da sede da Subseção de Iguatu com o descerramento da placa Prof. Fran Martins, inauguração da galeria de presidentes Dr. Cristiano Alves Neto, e ao final houve a distribuição gratuita do livro “CNJ na perspectiva da advocacia” e noite de autógrafos com o ministro Valdetário Monteiro.

Marcelo Mota, presidente da OAB CE dá posse à nova Comissão Temáticas (Foto: Daniela Lima)

Sob o comando do atual presidente Marco Antônio Sobreira que recepcionou o presidente da OAB Ceará Marcelo Mota, o deputado federal Odorico Monteiro, a deputada estadual Mirian Sobreira, presidentes de outras Subseções, alguns prefeitos e vários advogados (as) de toda a Região Centro Sul, a solenidade marca o primeiro grande evento do ano de 2018 da instituição. Existe a previsão de construção de um escritório compartilhado dentro da sede que servirá para uso dos advogados de forma gratuita, melhorias no Clube do Advogado, fortalecimento das comissões temáticas, dentre outras ações.

Coral da OAB CE

Em entrevista a Rádio Educativa Mais FM o ministro Valdetário Monteiro explicou porque decidiu lançar seu livro no CE começando por Iguatu: “Iguatu é o berço cultural da Região Centro Sul e pra mim em especial é o berço da minha formação cultural tanto na Escola Sra. do Perpétuo Socorro –querido grupo dos padres, como o Colégio Rui Barbosa, foi onde eu fiz as bases pra depois prestar vestibular e ir à faculdade de Direito, posteriormente ser advogado. Portanto estar agora na condição de ministro é também ter a responsabilidade de voltar à cidade de Iguatu para que os frutos desse trabalho lá possam ser semeados também aqui”. Valdetário complementou que o livro servirá de orientação para estudantes de direito, advogados e veteranos na advocacia e traz experiências vivenciadas por ele e por profissionais renomados dentro do CNJ.

O ministro autografou os livros e tirou fotos com todos (Foto: Daniela Lima)