O Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Ceará) aprovou, por unanimidade, que o órgão entre com uma ação civil pública contra a Enel, empresa que fornece energia para o Ceará, devido ao aumento de quase 25% na conta de luz. A ação foi aprovada nesta quinta-feira (28) em uma sessão extraordinária, que também contou com a participação de um representante da Enel.

Durante a sessão, o presidente da OAB-CE, Erinaldo Dantas, disse que o aumento na conta de energia significa “falta empatia” por parte da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que aprovou o reajuste da Enel, com a população cearense.

“Um aumento de 25% não pode ser dado sem que haja uma ação civil pública prévia e uma comunicação a todos os setores para discussão. Devemos mudar o sistema regulatório brasileiro e colocar luzes nesse sistema para saber quem são as pessoas que decidem para onde vai o dinheiro do nosso bolso. A OAB-CE não ficará omissa nesse caso”, disse Erinaldo.

Também presente na sessão, o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Usuários do Serviço Público da OAB-CE, Flávio Aragão, disse que, nos últimos dois anos, a população cearense enfrentou “índices de desemprego jamais vistos”.

“Os cidadãos ainda ressabiados sentem a necessidade do amparo de alguma estrutura institucional para dar voz e vez no clamor que seria essa excessiva carga de aumento concedida pela Enel, no último dia 16 de abril”, pontuou.

Fonte: G1 CE

DIÁLOGO MAIS PODCAST – O Ódio na Política