(Foto: Reprodução)

Pelo menos 35 pessoas foram infectadas por um novo vírus na China chamado Langya henipavirusLayV.​ O sintoma clássico é febre, e as pessoas relataram contato recente com animais. Cientistas da China e de Singapura reportaram as infecções na The New England Journal of Medicine.

As infecções foram encontradas na província chinesa de Shandong e em Henan, no leste e na região central, respectivamente. O langya seria “parente” dos vírus Hendra e Nipah.

Os pacientes tiveram também febre, fadiga, tosse, cansaço, perda de apetite, dor muscular e ainda anormalidades como baixo nível de plaquetas, baixo número de leucócitos e redução da função hepática e renal.

O vírus, conforme a publicação, causa doenças severas em animais e humanos e possuo uma taxa de mortalidade de 40% a 75%, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ainda não há vacina ou tratamento para o Henipavirus, conforme o Global Times. Também não se sabe se humanos transmitem.

“O coronavírus não será a última doença infecciosa a causar uma pandemia, ao passo que novas doenças terão um maior impacto no nosso cotidiano”, disse Wang Xinyu, médico do Departamento de Doenças Infecciosas do Hospital Huashan, afiliado à Universidade de Fudan.

Fonte: CNN Brasil

PODCAST DIÁLOGO MAIS – ELEIÇÕES 2022 – O QUE FAZ UM DEPUTADO FEDERAL, ESTADUAL E SENADOR? O QUE É ESQUERDA, DIREITA E CENTRÃO?