O novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) começa a ser emitido nesta quarta-feira (1º) no Ceará. A decisão é do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e foi tomada em dezembro de 2021, por meio da resolução n° 886. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de 23 de dezembro.

Troca gradual

De acordo com o gerente de Prontuário de Habilitação do Detran-CE, Rodolfo Ribeiro, a mudança vai acontecer de forma gradual. Ele reforçou que se o documento do motorista estiver dentro da validade não é necessário se dirigir até o órgão de trânsito para pedir substituição pelo novo.

“Essa troca vai ser gradual. A partir de 2021 as carteiras tiveram a validade (estendida) e podem chegar até 10 anos. Então quem tem essa carteira ou quem está com essa carteira dentro da validade não precisa se direcionar ao órgão de trânsito para tirar uma nova CNH. Isso vai ser feito de forma gradual até para dar segurança e tempo das pessoas obterem de forma tranquila”, explicou.

Cor

A nova CNH brasileira tem predominância das cores verde e amarelo e trará uma tabela para identificar os tipos de veículos que o motorista está apto a conduzir. Rodolfo afirmou que o documento atende ao padrão internacional (veja modelo abaixo).

Utilização em aeroportos

Foi ainda incorporado um código internacional utilizado nos passaportes, que permite ao condutor embarcar em terminais de autoatendimento nos aeroportos brasileiros.

“Essa nova cor dificulta a falsificação do documento. Temos desenhos geométricos e uma codificação semelhante a que é usada nos passaportes e em breve o usuário vai poder embarcar em voos domésticos se utilizando apenas da CNH”, explicou Rodolfo Ribeiro.

“Essas mudanças visam a atender os padrões internacionais. Hoje a CNH brasileira trabalha no padrão verificado em carteiras de outros países. Ao se dirigir para um outro país a autoridade de trânsito num país que você está visitando vai conseguir identificar a categoria com maior facilidade e todas as informações do condutor”.

Tipo de habilitação

A primeira coluna terá a categoria da CNH, seguida por uma imagem do automóvel e a indicação se o dono do documento está habilitado para dirigir aquele tipo de veículo. A assinatura estará agora logo abaixo da fotografia.

O documento também vai apontar se o condutor tem apenas permissão para dirigir, por meio da letra “P”, ou se já possui CNH definitiva, com o uso da letra “D”. O modelo também mostrará se o condutor utiliza a CNH para trabalhar, e terá um campo para apresentar possíveis restrições médicas.

QR Code

A nova CNH mantém o QR Code, já disponível nos documentos emitidos a partir de 2017. O código vai armazenar todas as informações do documento, inclusive a fotografia, com exceção da assinatura do motorista.

Nome social

No novo documento também é possível usar o nome social e a filiação afetiva do condutor.

Fonte: G1 CE

MAIS ROCK – Novas músicas do Interpol e do Journey e um especial em homenagem ao músico grego Vangelis