A Festa de Agosto, em Várzea Alegre, que acontece de 21 a 31 do mês, mesmo período dos festejos em honra ao padroeiro do município, São Raimundo Nonato, há valorização da cultura regional e a tradição é mantida.

A Prefeitura, responsável pela organização da festa social e cultural, colhe resultados dos investimentos feitos com estrutura de barracas, do Barracão Cultural, festas e segurança pública. No corredor da Av. Luiz Afonso Diniz, os comerciantes locais e oriundos de outras cidades vendem bebidas, comidas típicas, artesanato, brinquedos, confecções, calçados e outros produtos.

O Barracão Cultural, que este ano, na sua 15ª edição, presta homenagem ao padre Antônio Batista Vieira, com exposição de sua vida e obra no ano do centenário de seu nascimento. É um espaço que atrai centenas de visitantes a cada noite.

A exposição conta com rico acervo do filho ilustre de Várzea Alegre, que faleceu, em 19 de abril 2003, deixando um legado de criatividade e irreverência, tendo se destacado no país e no exterior. No conjunto que forma a sua obra, o Padre Vieira soma à sua biografia, além, do sacerdócio, as formações de advogado, jornalista, professor, filósofo, teólogo e administrador, tendo sido também escritor, com 27 livros publicados, e deputado federal. No ano de 1969, teve o mandato parlamentar cassado pelo AI -5, no regime militar após discurso que provocou o sistema sobre a tortura de jovens estudantes e a depreciação da nação pelos governantes de sua época.

Padre Vieira recebeu destaque por ter fundado o “Clube Internacional do Jumento”, quando encampou, na década de 60, uma cruzada contra a matança indiscriminada do animal no nordeste brasileiro, que servia para fabricação de vacina, em Fortaleza.

A Festa de Agosto, a quarta maior do Ceará, com intensa movimentação de milhares de turistas, também transcorre em clima de paz, comum à cidade que tem como uma de suas principais características o comportamento hospitaleiro e ordeiro do seu povo.

Fonte: Diário Centro Sul