Foto: Divulgação
O técnico Muricy Ramalho elogiou o desempenho de Montillo, que marcou seu primeiro gol pelo Santos na vitória contra o Atlético Sorocaba por 2 a 1 no último domingo, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. No entanto, o treinador pediu paciência com o argentino, e acredita que o meia ainda tem muito a evoluir com a camisa santista.  

 

“Sinceramente, a gente ainda espera mais do Montillo. Mas é preciso ter paciência com ele. Contra o Sorocaba, ele correu muito, além de fazer o gol e uma bonita jogada (para uma finalização perigosa) do André no segundo tempo”, afirmou Muricy.

O treinador ressaltou que Montillo continua atuando longe de sua melhor forma física e também destacou que a equipe santista não encaixou em campo, fato que prejudica o entrosamento e desempenho do argentino.

“Um atleta não é convocado para a Argentina de graça. Foi como eu falei: temos que ter paciência. Além disso, o time ainda não está tão bem. Tudo vai dar liga na hora certa. O Montillo está entrando em forma e vai evoluir muito. Ele é muito responsável e dedicado. Confiamos muito nele”, disse.

Para melhor a condição física, o argentino pediu uma carga extra de treinos. Na semana passada, o UOL Esporte revelou que o pedido de Montillo gerou um desconforto na comissão técnica, pois alguns profissionais do clube acreditam que a iniciativa do atleta coloca em dúvida a capacidade dos preparadores físicos do Santos. A reportagem procurou o preparador Ricardo Rosa para esclarecer o assunto, mas não teve retorno em suas ligações.

Apesar de iniciar a pré-temporada com uma semana de atraso, Montillo participa de todas as atividades com os demais jogadores. Mesmo assim, o meia atribuiu a parte física como a responsável pelo desempenho apagado no clube.

A diretoria do Santos investiu pesado para tirar Montillo do Cruzeiro. Somando o valor pago ao clube mineiro e aos investidores que detinham os direitos econômicos do atleta, o preço do argentino chega a quase 15 milhões de euros (R$ 39,6 milhões), valor que o Corinthians desembolsou para contratar Alexandro Pato do Milan.

Isso porque o Santos pagou 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 16 milhões) ao Cruzeiro e mais 4 milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões) aos investidores – o BMG, ex-patrocinador máster da camisa alvinegra, e a EMS, empresa do mercado farmacêutico, que embolsaram R$ 5 milhões cada um .

Além disso, o Santos cedeu ao Cruzeiro o volante Henrique, que custou aos cofres do clube em 2011 cerca de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 8 milhões).

No total, o valor para trazer Montillo sobe para 13 milhões de euros, sem contar os juros que serão pagos ao banco BMG, que pagou o Cruzeiro à vista pela liberação do argentino, e também as comissões pagas aos agentes que intermediaram o negócio.

Fonte: esporte.uol.com.br