Um estudo inédito feito pelos pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz mostrou que o mosquito Culex quinquefasciatus, popularmente conhecido como pernilongo ou muriçoca é um potencial transmissor do vírus Zika. Até então, só havia certeza de que o mosquito Aedes aegypti transmitia a doença. A pesquisa foi feita pela Fiocruz em Pernambuco, onde a população do mosquito Culex é 20 vezes maior que a do Aedes. Nos resultados preliminares, os pesquisadores identificaram a presença das muriçocas infectadas naturalmente pelo Zika em três, dos 80 grupos de mosquitos analisados.

Em nota, o Ministério da Saúde disse que outras pesquisas ainda precisam ser feitas para esclarecer a relação existente entre o vírus Zika e o culex. De acordo com a pasta, as orientações para se prevenir do vírus continuam sendo as mesmas.

A recomendação é não deixar água parada, procurar por possíveis focos do mosquito dentro de casa pelo menos uma vez por semana, e se proteger com roupas de manga longa e repelente.

Até agora, o Zika já foi responsável pelo nascimento de mil 709 crianças com microcefalia no Brasil. Para saber mais sobre como você pode se proteger, acesse: combateaedes.saude.gov.br

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.