(Foto: Divulgação)

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realiza uma operação nesta quarta-feira (10) para prender uma quadrilha acusada de furtar mais de R$ 720 milhões de uma idosa de 82 anos. Além do valor, obras de arte de artistas renomados, joias e transferências bancárias também estão sendo recuperados.

A principal suspeita da polícia é de que o crime tenha sido planejado pela filha da idosa, uma das quatro pessoas presas na operação até o momento. Ao todo, são seis mandados de prisão, outros de busca e apreensão e bloqueio de bens decididos pela justiça.

De acordo com a polícia, a idosa é viúva de um grande colecionador de arte e marchand. Em janeiro de 2020, a vítima deixava uma agência bancária, em Copacabana, na zona sul do Rio, quando foi abordada por uma mulher que se intitulava vidente e disse que sua filha estaria doente e que morreria em breve.

Diante da situação, a idosa, cuja filha enfrenta problemas psicológicos desde a adolescência, se convenceu, inclusive pela filha, a realizar os pagamentos solicitados para o tratamento espiritual proposto pela vidente.

Fonte:CNN Brasil