Segundo moradores do Bairro De Lourdes, por várias vezes a região sofre com falta de energia; o problema tem causado danos a aparelhos eletrônicos e prejudicado alunos.

Moradores reclamam de prejuízos causados por constantes quedas de energia no Bairro De Lourdes, em Fortaleza. Segundo os populares da região, a oscilação de energia já danificou vários eletrodomésticos nas casas como purificador de ar e compressores.

De acordo com Flávia Lima, vice-presidente da associação de moradores do bairro, a cada mês aumenta a média de ocorrência de queda de energia na área o que vem acentuando a insatisfação.

“Agora nós chegamos a ter quatro ocorrências por mês. Já são muitas perdas de equipamentos eletrônicos. Alunos estão deixando de ter aula, funcionários de serviço de forma remota não conseguem trabalhar, enfim são muitos transtornos,” disse.

Ainda conforme a moradora, há dias em que a falta de energia dura mais de 12 horas. Ela pede que a empresa responsável, a Enel Distribuição Ceará realize a troca dos equipamentos, como cabos e postes.

(Foto: Reprodução)

“A Enel realiza alguns consertos pontuais, mas não são suficientes para resolver o problema de todos. Não queremos uma solução paliativa, mas definitiva”, reclama uma moradora que relata ter tido um prejuízo superior a R$ 2 mil após a queima de um compressor, um microondas e um purificador de ar.

Os principais problemas apontados são falta de energia parcial ou total, queda de fases, interrupção do serviço de internet e a queima de aparelhos e equipamentos eletrônicos.

O que diz a Enel
A Enel Distribuição Ceará informou por meio de nota que está realizando uma análise técnica de todas as ocorrências registradas no Bairro de Lourdes, localizado na região da Praia do Futuro, a empresa também disse que vai encaminhar uma equipe para verificar em campo.

A companhia destacou que esta região é fortemente impactada pelo acúmulo de salinidade na fiação, devido à maresia. A distribuidora ressaltou ainda que trabalha com um robusto plano de manutenção e realiza constantemente a lavagem da rede elétrica e ações preventivas, além de instalar equipamentos adequados ao ambiente com maresia.

Sobre a reclamação dos moradores a respeito dos equipamentos eletrônicos danificados, a Enel disse que indeniza os clientes que tiverem danos elétricos nos casos em que fique comprovada a responsabilidade da distribuidora, conforme definido pela Resolução Normativa n° 414/2010, da Aneel.

A Enel orienta que o responsável pela unidade consumidora formalize o pedido de ressarcimento pela agência virtual no site da empresa, pela Central de Atendimento (0800 285 0196) ou pelo WhatsApp, enviando um “Olá” para o número (21) 99601-9608, informando sempre o número da unidade consumidora, a data e o horário aproximado do acontecido e os equipamentos danificados (marca e modelo).

Fonte: G1 CE

PODCAST DIÁLOGO MAIS – ELEIÇÕES 2022 – O nosso sistema eleitoral é seguro? O que é fato ou boato?