O motorista do caminhão que entrou desgovernado e em alta velocidade nas ruas de Santa Luzia, na última sexta-feira (17/6), batendo em 16 carros e destruindo propriedades, deverá ser transferido, até a manhã desta segunda-feira, para um presídio na Grande BH.

Em seu último depoimento, ele confessou ter feito uso de cocaína e tomado rebite – composição química muito usada pelos caminhoneiros para permanecer acordado.

Isso explicaria, segundo policiais civis de Santa Luzia, onde está preso, o fato de o motorista estar desnorteado, no momento de sua prisão, depois do acidente.

O depoimento do motorista surpreendeu os policiais, pois ele contou que tinha saído de Buenos Aires há cinco dias e desde então, não havia dormido, tendo feito uso da cocaína e dos rebites para se manter acordado.

O caso é inédito na história de acidentes de trânsito em Minas Gerais e isso deve levar, segundo policiais, à emissão de um alerta e no aumento das fiscalizações nas rodovias.

PODCAST DIÁLOGO MAIS – A violência contra o idoso

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui