Nessa segunda-feira (28) a Sociedade Beneficente São Camilo, instituição que administra o Hospital Regional de Iguatu encaminhou a Procuradoria Geral de Justiça ofício do corpo clínico daquela unidade de saúde junto ao procedimento administrativo sobre a situação vivida pelo hospital.

Os médicos informam que deixarão de prestar seus serviços a partir de 07 de outubro deste ano caso não aja o pagamento dos honorários. A decisão foi tomada em reunião no último dia 23 deste mês onde foi anunciada a impossibilidade de pagamento devido a atrasos de repasse para o hospital.

No documento os profissionais informam que segundo o código de ética médica “o médico será solidário com os movimentos de defesa da dignidade profissional, seja por remuneração digna e justa, seja por condições de trabalho compatíveis com o exercício ético-profissional na medicina e seu aprimoramento técnico-científico”.

Ainda sobre o ocorrido os 24 médicos que assinaram o ofício afirmam reconhecer a integridade da Sociedade Beneficente São Camilo e apontam a negligência da Prefeitura Municipal de Iguatu em relação ao não repasse de verbas contratuais com a referida instituição, fato este que se reflete diretamente sobre a quebra de compromisso com os prestadores de serviço.

A administração do HRI encaminhou cópias do comunicado para a Prefeitura Municipal de Iguatu, 18ª Regional de Saúde, Câmara Municipal de Iguatu, Conselho Regional de Medicina, Conselho Municipal de Saúde e Secretaria de Saúde de Iguatu.

Clique abaixo e confira o ofício:

Parte 1  Parte 2  Parte 3  Parte 4