(Foto: Reprodução)

O líder do Estado Islâmico na Síria foi morto em um ataque aéreo militar dos Estados Unidos, disseram duas autoridades norte-americanas nesta terça-feira (12).

A morte ocorre no momento que o grupo militante islâmico tenta se reorganizar como uma força de guerrilha depois de perder grandes extensões de território.

Em um comunicado, o Comando Central dos EUA disse que Maher al-Agal foi morto no ataque de drones no Noroeste da Síria e um associado próximo dele ficou gravemente ferido.

“Um planejamento extensivo foi feito para esta operação para garantir sua execução bem-sucedida. Uma revisão inicial indica que não houve vítimas civis”, acrescentou o comunicado.

O texto afirma que al-Agal era responsável pelo desenvolvimento de redes do Estado Islâmico fora do Iraque e da Síria.

A Reuters havia informado anteriormente sobre o assassinato, citando autoridades dos EUA.

Em fevereiro, o principal líder do Estado Islâmico se explodiu durante um ataque militar dos EUA na Síria.

Fonte: CNN Brasil