As motos terão uma atenção especial nestes dias, já que têm causado inúmeros acidentes nas estradas do Ceará.

A preocupação da PRE deve-se ao fato de que somente nos dois primeiros meses deste ano houve um aumento de 160% de autuações na Lei em comparação a igual período de 2012 FOTO: ALEX COSTA

Para endurecer ainda mais a fiscalização nas rodovias do Ceará com base na Lei Seca, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) começa, na manhã desta quinta-feira, uma operação especial de trânsito que se estenderá ao longo do feriado da Semana Santa. As motos receberão uma atenção especial, pois têm gerado inúmeros acidentes nas estadas.

Visando evitar ao máximo a combinação bebida e direção, serão disponibilizados, ao todo, 421 policias militares, 38 viaturas, 46 motos e 88 bafômetros. Os agentes irão observar se os motoristas estão sob efeito de álcool ou ultrapassando em locais não permitidos, além do porte de drogas e uso do cinto de segurança.

Conforme o coronel da PRE, Túlio Studart, a operação terá foco na Lei Seca. Isso porque só nos dois primeiros meses de 2013, houve aumento de 160% de autuações na Lei em comparação a igual período de 2012.

De acordo com o Código Nacional de Trânsito, o motorista que tiver 0,05 miligrama de álcool por litro de ar estará cometendo infração gravíssima e receberá multa de quase R$ 2 mil. Se for detectado 0,34 miligrama de álcool por litro de ar, a infração é considerada crime e, além da multa, o condutor pode pegar de seis a três anos de prisão.

Bebida

Além da atenção maior ao uso de bebidas, a PRE pretende intensificar a fiscalização das motocicletas, maiores causadoras de mortes nas estradas. “O problema da moto é que o condutor fica totalmente exposto e, apesar dos reforços, muitos ainda pilotam sem capacete”, afirma. Para agilizar a operação, os policiais terão ajuda dos animais do canil da PRE, na busca de armas, drogas e explosivos.

Durante o feriado, no ano passado, a PRE registrou dez mortes causadas por acidentes nas estradas, representando um crescimento de 233% em relação ao mesmo período de 2011.

Condutor

Apesar do aumento do efetivo, o coronel Studart alerta sobre a importância de cada motorista fazer sua parte. “Não adianta nós fiscalizarmos se a pessoa não tem consciência e cuidado com a própria vida. É preciso não beber, usar o cinto e evitar dirigir com sono”, aconselha.

Os motoristas deverão ficar atentos para a Operação Mão Única na rodovia CE-085, entre às 6h e meia-noite do dia 31 de março. A interdição acontece entre o cruzamento da CE-085 com a CE-531 (antiga estrada entre Caucaia e Icaraí) e a CE-085 e CE-090. O sentido Fortaleza/litoral Oeste neste trecho será bloqueado. Motoristas que precisarem ir para a região deverão seguir até Caucaia e pegar a CE-531, até o acesso a CE-085.

Além disso, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) irá reforçar com 12.325 homens o plantão. A operação já começou, desde ontem, em Fortaleza, no Interior e rodovias estaduais.

A Polícia Militar atuará com o número de 4.818 policiais na Capital e Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e 4.585 agentes no Interior. O patrulhamento feito pela PM ainda ganhará o reforço de 503 policiais que atuam na chamada “atividade meio”. A Polícia Civil terá 385 agentes em Fortaleza e na RMF, enquanto no Interior o efetivo será de 678.

O Corpo de Bombeiros contará com 487 agentes na Capital e RMF. No Interior, esse número chega a 283. A Perícia Forense será composta por 85 profissionais de plantão e a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) atuará com cinco helicópteros e efetivo de 54 agentes de segurança no Estado.

67 mil passageiros passarão pela rodoviária

Hoje, o Terminal Rodoviário Engenheiro São Tomé irá receber 18 mil passageiros que irão aproveitar o feriado da Semana Santa em outras cidades. O número esperado é de 67 mil passageiros durante o período. Ao todo, 507 ônibus de quatro empresas irão atender à demanda, 267 a mais que nos dias com fluxo normal, quando a quantidade costuma ser de 240. Ontem, o total de embarques chegou a 13 mil.

Os principais destinos escolhidos são Jericoacoara, Iguatu, Canoa Quebrada, e Aracati. Os dados são do coordenador de fiscalização de transporte do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Alfredo Martins.

Segundo ele, por causa da seca, muitas pessoas deixarão de ir ao Interior. “Neste ano percebemos isso. Sem água nos açudes e com as plantações do Interior comprometidas pela falta de chuva, estamos prevendo uma diminuição de aproximadamente 500 passageiros em relação ao ano passado”.

Apesar da espera de um número menor de passageiros, a rodoviária, ontem, já estava lotada, e quem deixou para comprar passagem na última hora teve problema, como a professora Joana Mendes. “A gente acaba deixando para a última hora porque pensa que as pessoas também vão demorar a comprar, mas deveríamos ter garantido antes”.

 

 Fonte: Diário do Nordeste