(Foto: Reprodução)

Em cerimônia de comemoração aos 146 anos de fundação da Junta Comercial do Ceará, a presidente da Jucec, Carolina Monteiro, anunciou a meta de implantar sistema de interpretação de dados e inteligência de negócios sobre as empresas abertas no estado.

A instituição acaba de ser reconduzida à presidência do Convênio Empreendedor Digital, que estabeleceu como objetivo para o próximo biênio construir um sistema para geração de dados em tempo real (Business Intelligence – BI), com as informações hospedadas no Sistema de Registro Mercantil.

Apenas em 2021, a Jucec registrou 109.995 novas empresas no Ceará. Para conceder a abertura dos empreendimentos, o órgão coleta informações como localização geográfica e atividade econômica, segmento, porte da empresa, entre outros dados cadastrais.

De acordo com a presidente da Jucec, o objetivo é que a base de dados do Sistema possa subsidiar a elaboração de programas de desenvolvimento econômico.

Entre as análises econômicas que podem ser realizadas está a identificação da vocação econômica específica de cada região. A partir do balanço de aberturas e fechamentos de empresas também é possível obter índices de aquecimento ou retração da economia nos municípios. “Os dados da Junta Comercial podem se tornar políticas públicas para geração de negócios e empregos no Ceará”, explica a gestora.

No evento comemorativo dos 146 anos da Jucec, o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Junior, apontou o potencial da Junta Comercial de aliar conhecimento e tecnologia e parabenizou o serviço público prestado pela instituição.

Ao destacar o crescimento na criação de empresas do Ceará, o Secretário propôs a análise setorial “para podermos monitorar estes dados e tomar as atitudes certas em relação à Economia do Ceará”, afirmou o Secretário.

Fonte: Governo do Ceará

DIALOGO MAIS – 28 DE JUNHO DIA DO ORGULHO GAY