O mês de fevereiro chegou ao fim com baixos volumes pluviométricos na cidade. O inverno – que se estende até maio – registrou o acumulado na sede do município de 130 milímetros, o que representa 19,5% abaixo da média histórica para o período, que é de 161,6mm.

Nos cinco postos monitorados pela Fundação Cearense de Meteorologia Funceme, a cidade apresentou desvios negativos. O maior no distrito do Quixoá com -54,9%, seguido do Barro Alto com -48.6%, Riacho Vermelho com -35,9% e Baú -15.3%.

No mesmo período do ano passado a sede urbana de Iguatu teve um desvio positivo da média histórica de 140,8% quando foram contabilizados 389mm.

Açudes

Conforme dados da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Ceará – Cogerh, o estado tem seis açudes com volume acima de 90% e 71 reservatórios com volume inferior a 30%, entre eles o Carlos Roberto Costa “Trussu”, com 20,41% da capacidade total.