Com a vantagem do empate por ter vencido o confronto da ida por 2 a 1, o Ceará entra em campo neste sábado, 26, diante do Iguatu, às 17h45min, no estádio Morenão, para definir quem irá se classificar às semifinais do Campeonato Cearense de 2022.

Para o Azulão avançar de fase, é preciso que os comandados do técnico Washington Luiz consigam construir um placar favorável de pelo menos um gol de diferença, cenário que levaria a disputa às cobranças de pênaltis.

Apesar do triunfo no primeiro encontro das equipes, o desempenho do Vovô deixou a desejar e causou insatisfação na torcida, que vaiou os jogadores após o apito final do árbitro. Assim como nos duelos contra o Sampaio Corrêa e Sport pelo Nordestão, o escrete preto-e-branco evidenciou, diante do Iguatu na última terça-feira, 22, uma característica que tem sido rotineira na atual temporada: um time organizado, que consegue se impor e criar diversas chances claras de ataque, mas ineficiente para concluí-las em gol. Para balançar as redes, foram necessárias duas cobranças de pênaltis, convertidas por Mendoza e Zé Roberto.

Antes de embarcar para a cidade de Iguatu, o elenco alvinegro realizou o último treino em Porangabuçu durante a manhã desta sexta-feira, 25. O percurso, que é de 305 km, será a maior distância percorrida pelo Ceará entre todas as quatro edições anteriores do certame estadual. A última partida que o Vovô jogou no interior do estado, inclusive, foi diante do próprio Azulão, em 2018, quando sofreu o revés para os donos da casa por 2 a 1.

O time treinado por Washington Luiz chega para o confronto com boas condições, já que precisam de uma vitória simples para se manterem vivos pela classificação, mas cientes da dificuldade de enfrentar o Ceará, favorito e tecnicamente superior. O fator casa, no entanto, pode ser um diferencial positivo ao Iguatu, principalmente pelas condições do gramado, que podem dificultar o desenvolvimento de jogo do Vovô, equipe que prioriza a posse de bola com toques rápidos nas construções ofensivas. Na primeira fase do torneio, o Azulão disputou sete partidas como mandante, obtendo três vitórias, dois empates e duas derrotas, ou seja, 52% de aproveitamento.

Para a partida, o treinador Tiago Nunes terá alguns desfalques certos. Os volantes Fernando Sobral e Richard, os atacantes Iury Castilho e Jael, e o lateral-direito Buiú, seguem realizando tratamento no departamento médico do clube e estão fora, assim como o meio-campista Lima e o lateral-esquerdo Bruno Pacheco, que realizam processo de transição.

Fonte: O Povo