Nesta sexta-feira (21), 1.755 policiais e bombeiros militares foram promovidos, em solenidade no Centro de Eventos do Ceará.

O governador Camilo Santana sancionou, em 2015, a lei de sua autoria que permite o fluxo contínuo nas carreiras das corporações. Uma reivindicação histórica das forças militares do Estado. Desde então, nos últimos quatro anos, o Governo do Ceará efetuou a promoção de 15.128 profissionais, entre policiais e bombeiros militares. A marca foi alcançada nesta sexta-feira (21), quando mais 1.755 ascenderam na carreira em cerimônia realizada no Centro de Eventos do Ceará.

A solenidade envolveu promovidos de todas as regiões do Estado, sendo 1.688 policiais e 67 bombeiros. Destes, serão 1.616 promovidos administrativamente e outros 139 na modalidade “promoção requerida”, por meio da qual os militares entram com o processo de reserva e se aposentam com uma patente acima da que desempenhavam – outra conquista da nova lei de 2015.

Diante dos profissionais beneficiados e de seus familiares presentes, o governador Camilo Santana destacou o empenho diário dos policiais e dos bombeiros pela garantia da segurança da população cearense. O chefe do Executivo também garantiu que o Estado continuará investindo em melhorias fundamentais para a corporação.

“Eu tenho muita honra de, no meu governo, já no primeiro ano, ter aprovado a nova lei de promoções para a Polícia Militar e para o Corpo dos Bombeiros, depois a nova carreira da Polícia Civil. Estamos reestruturando o sistema de Segurança Pública, e a valorização do policial é uma forma de reconhecer o seu papel. Antes, o militar muitas vezes demorava 15 ou 20 anos para conquistar uma promoção. Hoje eles já sabem, desde que entram na corporação, a data que serão promovidos.”

Também acompanharam o evento das promoções a vice-governadora e coordenadora do Pacto por um Ceará Pacífico, Izolda Cela, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, além de autoridades policiais e lideranças políticas.

Para o secretário André Costa, a vitória de cada militar é resultado de políticas públicas que pensam na Segurança Pública com olhar humano e focado em assegurar boas condições de trabalho aos policiais e bombeiros.

“A gente investe bastante em tecnologias, olha muito a questão da logística. Garantimos viaturas, armamentos para os nossos policiais. Estamos melhorando as bases, reformando destacamentos no Interior, construindo novas delegacias. Mas, mesmo diante de tudo isso, a gente sabe que o mais importante é o nosso capital humano. São para os nossos profissionais que temos o nosso principal olhar e principal cuidado. São eles que mantêm a segurança das pessoas nas ruas”, disse o titular da SSPDS.