(Foto: Reprodução)

A governadora Izolda Cela, que está sem filiação partidária desde que deixou o PDT, após o partido escolher Roberto Cláudio como candidato a governador, vai entrar oficialmente na campanha de Elmano de Freitas (PT). A gestora vai fazer uma participação no programa de TV do petista nesta segunda-feira (26), primeiro dia útil da última semana de campanha eleitoral.

A entrada da governadora era esperada ao longo da campanha petista depois que o PDT, partido ao qual era filiada, preferiu o ex-prefeito de Fortaleza, que concorria à indicação com Izolda. A ampla base aliada que mantinha na Assembleia Legislativa, porém, fez com que a governadora se mantivesse discreta durante boa parte da campanha eleitoral, em relação a declarações de apoio.

Indiretamente, porém, ela se manifestou algumas vezes para rebater críticas de ex-aliados e também de adversários como o candidato Capitão Wagner (União). Assim, mesmo oficialmente fora da campanha eleitoral, a governadora foi provocada a se manifestar.

O caso mais evidente é uma ação movida pelo PDT e pela coligação de Roberto Cláudio que aponta suposto favorecimento à candidatura de Elmano de Freitas na liberação de convênios do Estado com prefeituras do Interior. O Estado nega qualquer ligação entre a eleição e a liberação de verbas estaduais.

Izolda é causa de uma divisão no PDT. Se por um lado é acusada pela campanha do partido, por outro, tem um defensor que é o senador Cid Gomes. Ao comentar as trocas de farpas entre Roberto Cláudio e Elmano, o parlamentar mandou um recado para que os dois mantenham ataques entre si, deixando a gestora de fora.

Fonte: Diário do Nordeste