O Ceará tem maior probabilidade de chuvas acima da média no trimestre de fevereiro a abril de 2023, segundo prognóstico climático divulgado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) nesta sexta-feira (20), em evento no Palácio da Abolição.

Conforme o estudo, as probabilidades são de 50% para precipitações acima da normalidade, 40% em torno dela e 10% para chuvas abaixo da média climatológica. O Prognóstico indica ainda, alta variabilidade espacial e temporal na distribuição das chuvas no estado.

O cenário previsto é resultado de modelos climáticos globais e regionais e com base em análises dos campos atmosféricos e oceânicos de grande escala, os quais indicam, no oceano Pacífico equatorial central e leste, as condições que caracterizam o fenômeno La Niña.

Já no oceano Atlântico Tropical Sul, observam-se áreas mais aquecidas próximo à costa norte do Brasil e à África, além de predomínio de anomalia de Temperatura da Superfície do Mar (TSM) em torno da média próximo à região Equatorial. O oceano Atlântico Tropical Norte exibe predomínio de áreas mais aquecidas e em torno da média.

Para o trimestre fevereiro, março e abril, os modelos oceânicos que preveem a TSM indicam tendência de condições neutras no oceano Pacífico equatorial e anomalias positivas de temperatura da superfície do mar no oceano Atlântico Tropical Sul, o que deve colaborar para um posicionamento mais favorável da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é o principal sistema indutor de chuvas no Ceará durante a Quadra Chuvosa.
No mês de fevereiro é apresentado o prognóstico para os meses de março a maio, completando, assim, os meses da Quadra Chuvosa.