Um ex-sargento do Exército, de 30 anos, foi preso suspeito de espancar e até quebrar a mandíbula da companheira, de 26, em Planaltina, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil, o homem ainda fez piadas dizendo que nada grave aconteceria com ele a mulher teria que “gastar com advogado” por pedir uma medida protetiva.

A prisão aconteceu na última quinta-feira (29), mas a agressão que causou a prisão ocorreu no dia 11 de dezembro, após uma briga em uma festa. A polícia descreveu que a discussão foi interrompida no evento, mas, como de costume, ele a espancou quando chegaram em casa.

Após diversos socos e chutes, a mulher ficou desacordada. Segundo a polícia, depois de espancar a mulher, o ex-sargento ligou para o pai dela e pediu que ele a buscasse e a levasse de lá.

A mulher denunciou o caso no dia 12 e contou à polícia que o casal estava junto há mais de um ano e tem um filho de 3 meses. Ela detalhou que sempre que eles brigavam, ou quando ela o contrariava, ele a agredia.

Fonte: G1