(Foto: Reprodução)

O euro alcançou pela primeira vez a paridade com o dólar nesta terça-feira (12), desde o início da circulação, há duas décadas, da moeda única europeia, segundo dados da Bloomberg.

A desvalorização da moeda europeia frente à norte-americana vem sendo acentuada por conta de preocupações de que uma crise de energia levará a Europa a uma recessão. Ao mesmo tempo, a moeda dos EUA segue valorizando pelas expectativas de que o Federal Reserve (BC dos EUA) aumentará as taxas de juros mais rapidamente que o esperado.

Os operadores do mercado temem uma grande crise energética na União Europeia devido à interrupção do fluxo de gás russo que chega pelo gasoduto Nord Stream 1, atualmente em manutenção. A tensão alimenta os temores de uma recessão na Europa.

Com isso, os investidores privilegiam a moeda norte-americana, que chegou a ser negociada a um dólar por euro nesta terça, na maior cotação diante da divisa europeia desde 2002.

Um cenário de recessão pode dificultar os planos do Banco Central Europeu (BCE) caso a instituição queira pôr fim à política de juros baixos e passar a subir a taxa para combater a inflação que agrava a situação.

Ao mesmo tempo, o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) tem mais margem de manobra para continuar elevando as taxas, já que os números de emprego divulgados na sexta-feira (8) provaram que a economia dos Estados Unidos apresenta maior resiliência no momento.

Fonte: G1

MAIS ROCK – Novas músicas do Interpol e do Journey e um especial em homenagem ao músico grego Vangelis