O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse aos países reunidos no início da cúpula da COP27 no Egito, nesta segunda-feira (7), que enfrentam uma escolha difícil: trabalhar juntos agora para reduzir as emissões ou condenar as gerações futuras a catástrofe climática.

O discurso pretendia dar um tom urgente à medida que os governos se reúnem para duas semanas de conversas sobre como evitar os piores impactos das mudanças climáticas, mesmo que estejam distraídos com a guerra da Rússia na Ucrânia, a inflação desenfreada ao consumidor e a escassez de energia.

“A humanidade tem uma escolha: cooperar ou perecer”, disse Guterres a delegados reunidos na cidade litorânea de Sharm el-Sheikh. Líderes de países da Grã-Bretanha à Arábia Saudita devem falar ao final do dia.

Guterres pediu um pacto entre os países mais ricos e mais pobres do mundo para acelerar a transição dos combustíveis fósseis e a entrega do financiamento necessário para garantir que os países mais pobres possam reduzir as emissões e lidar com os impactos inevitáveis ​​do aquecimento que já ocorreu.

“A humanidade tem uma escolha: cooperar ou perecer”, disse Guterres a delegados reunidos na cidade litorânea de Sharm el-Sheikh. Líderes de países da Grã-Bretanha à Arábia Saudita devem falar ao final do dia.

Guterres pediu um pacto entre os países mais ricos e mais pobres do mundo para acelerar a transição dos combustíveis fósseis e a entrega do financiamento necessário para garantir que os países mais pobres possam reduzir as emissões e lidar com os impactos inevitáveis ​​do aquecimento que já ocorreu.

Fonte: CNN Brasil

https://open.spotify.com/episode/7rW2v11GkqFdCWLu9UiRzF