Os preparativos para o inicio da carava trás mais novidades a quem já assistiu o show Foto: Jan Messias/Assessoria de Comunicação

Os preparativos para o inicio da carava trás mais novidades a  quem já assistiu o show Foto: Jan Messias/Assessoria de Comunicação
Os preparativos para o inicio da carava trás mais novidades a quem já assistiu o show Foto: Jan Messias/Assessoria de Comunicação
De Iguatu Ceará o show musical “Humbertos” inicia circulação no mês de outubro de 2014 passando por sete cidades Cearenses, o projeto Caravana Cearense do Baião irá levar aos Teatros, salas de concertos e auditórios, a força e a beleza da boa música iguatuense, com o apoio do Governo do Estado do Ceará por meio do Edital Incentivo as Artes 2014 da Secretaria Estadual da Cultural o projeto além de levar o show ao público conta com oficinas a respeito da história de Humberto Teixeira e sobre musicalidade cearense.

 

O Show Humbertos irá levar ao público um pouco sobre o ‘baião’ enquanto forte movimento cultural brasileiro que teve destaque em todo o mundo na década de 40, além de enfatizar a figura do iguatuense Humberto Teixeira a homenagem mescla em suas músicas uma nova roupagem para se apresentar a música tradicional nordestina com a presença do reggae, rock, blues, valsas, bossas e os tradicionais xote e baião, além de se vê a tradicional sanfona, zabumba e triângulo os sons se misturam com guitarras, bateria, baixo elétrico, trombone, flauta, tuba e assim se apresenta essa mistura musical. ‘A proposta é reinventar as músicas que são conhecidas no mundo na voz de Luiz Gonzaga e outros interpretes, provando a teoria lendária de que o baião é pai de todos os ritmos’, disse Helinho Gomes diretor musical do espetáculo. 

Além de bastante musica o show apresenta interpretações e representações com poesias em som e cena, no elenco estão Helinho Gomes, Michael Prudêncio, Sussu Mendonça, Paulo Cascavel, Francisco Prudêncio e Michel Prudêncio, na técnica Eloneudo Oliveira, Marcos Salmo e Andresa Lucena. 

O Show irá circular pelas cidades de Icó, Acopiara, Juazeiro do Norte, Crato, Assaré, Fortaleza e Iguatu e conta com o apoio das Prefeituras locais e instituições de educação e cultura.