(Foto: Reprodução)

O presidente francês, Emmanuel Macron, foi agredido com um tapa no rosto durante viagem oficial ao sul da França nesta 3ª feira (8.jun). A agressão aconteceu no momento em que Macron se aproximou de uma cerca para cumprimentar alguns apoiadores. Duas pessoas foram detidas.

Emissoras de rádio e TV da região, Drôme, divulgaram imagens do ocorrido. É possível ouvir o homem gritar “abaixo a Macronia” (A bas la Macronie), uma referência ao governo de Macron, e em seguida dar um tapa no rosto do presidente.

Os agentes de segurança rapidamente intervieram e tiraram o presidente do local. O agressor foi detido de imediato, juntamente de outro jovem que o acompanhava. A identidade dele e a motivação do ataque ainda não foram divulgadas.

Líderes políticos se manifestaram criticando o ato do popular contra o presidente. Xavier Bertrand, do partido Les Republicains, disse que “nenhuma discordância deve levar à violência”. Já o deputado François Jolivet, do La Republique en Marche, afirmou que “agredir o Presidente é agredir a República”.

Macron visitava a região para se encontrar com donos de restaurantes e discutir sobre o relaxamento das normas sanitárias e a volta à normalidade com o controle da pandemia do novo coronavírus no país.

Fonte: SBT Notícias