EDUCAÇÃO: Mais de 2 milhões de professores atuam na Educação Básica do país, segundo INEP

O Brasil tem quase dois milhões e meio de professores apenas na educação básica, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, o Inep. Deste número, 300 mil se dedicam a ensinar na pré-escola, fase que antecede os ensinos fundamental e médio. Para quem sonha em se dedicar a Educação, o mercado é amplo, mas os baixos salários nas escolas públicas, por exemplo, são fatores que afastam os jovens da profissão, como explica o especialista em Educação Básica da Universidade de Brasília, Cleyton Gontijo.

“O mercado de trabalho para o magistério ainda é bastante aberto com muitas oportunidades. Existem muitas vagas para esta área. Um elemento que é “dificultador” para esse mercado são as condições de trabalho e essas questões ligadas à carreira que não são muito atrativas. Infelizmente, a remuneração do professor no Brasil, quando comparada a outras categorias profissionais que têm a mesma formação acadêmica, está muito abaixo daquilo que se espera.”

Dos 300 mil professores que atuam na Educação Básica, pouco mais de 85 mil estão em escolas particulares. No ano que vem, as mensalidades nas escolas privadas devem ter aumento entre 10 e 15 por cento, de acordo com a Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino, a Confenen. Segundo a confederação, as escolas particulares vão repassar aos pais os custos da alta da inflação e os gastos com a Lei da Inclusão Plena. Com o aumento das parcelas, a arrecadação das escolas deve diminuir porque os pais podem escolher levar os filhos para as escolas públicas e os empregos no setor podem diminuir. Nas escolas públicas, o especialista em Educação Básica, Cleyton Gontijo, acredita que, o financiamento da Educação tem que ser repensado para garantir aos alunos e professores melhores condições e salários.

“Muitos municípios não conseguem com a arrecadação de impostos que têm dotar as escolas de melhor infraestrutura. Precisaríamos pensar no país uma outra forma de financiamento da Educação para municípios, para que eles possam cumprir com suas responsabilidades de oferecer uma Educação de qualidade.”

De acordo com o Inep, 210 mil professores atuam na Educação Básica, em escolas públicas municipais, três mil na rede pública estadual e apenas 152 em escolas de responsabilidade do governo Federal. Segundo a Confenen, as escolas particulares empregam mais de dois milhões de trabalhadores, em todo país.