Os grevistas deliberaram pela manutenção do movimento na última quarta-feira (18), em assembleia em Fortaleza.

Confira mais informações divulgadas pelo movimento paredista.

“Os presentes avaliaram que as propostas feitas pelo governador Cid Gomes na reunião do Marina Park (09/12) se constituíram em importante passo na abertura das negociações, contudo, foram apenas proposições iniciais, incompletas e indefinidas frente a grave situação que ora enfrentam as universidades cearenses. Ademais, os docentes avaliaram que a proposta governamental carece de elementos concretos e plausíveis como no caso do concurso para professor efetivo e da cessão do prédio da FATEC à UECE de Itapipoca (FACEDI).

Os docentes finalizaram a assembleia demonstrando firmeza na proposta de continuar com a greve, pois é através desse importante meio de luta que as universidades e os segmentos nela envolvidos podem mostrar à sociedade cearense, a realidade de abandono no qual se encontra o ensino superior publico estadual por parte dos sucessivos governos do Estado do Ceará.”

A greve das estaduais não deve terminar antes do dia 07 de Janeiro do próximo ano.
*Com informações do SINDUECE