(Foto: Reprodução)

O dançarino Mo Lee Kai-yin, 27 anos, atingido diretamente pela queda de um telão suspenso durante um show do grupo musical Mirror, em Hong Kong, pode ficar tetraplégico, segundo a imprensa local.

Um médico ouvido pelo jornal South China Morning Post nesta sexta-feira (29) disse que ele teve a terceira e quarta seção da coluna vertebral deslocadas, o que pode deixá-lo paralítico do pescoço para baixo.

Um segundo dançarino atingido pelo telão, Chang Tsz-fung, 29, foi levado para o hospital, mas sem gravidade. Uma terceira pessoa sofreu ferimentos leves e foi atendida no local.

Nenhum dos 12 integrantes do grupo Mirror se machucou no acidente.

chefe do executivo de Hong Kong, John Lee, disse em nota que as autoridades “investigarão de forma abrangente o incidente” e revisarão os requisitos de segurança para performances futuras.

Ele também disse que o governo ajudaria os familiares de um dos dançarinos feridos, que estão no Canadá, a viajar para Hong Kong para vê-lo.

A organização do evento, MakerVille, disse em um comunicado que estava profundamente triste com os ferimentos de dois artistas e que trabalharia com as autoridades na investigação.

Fonte: G1

PODCAST MAIS JUSTIÇA – BPC na seara administrativa, o que mudou com a nova portaria