A violência está relacionada com a situação de pobreza em que vivem os jovens brasileiros. A constatação foi feita durante audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o assassinato de jovens no Brasil, realizada nesta sexta-feira (11) na Assembleia Legislativa de Pernambuco. A presidente da comissão, senadora Lídice da Mata (PSB-BA), disse que, nas regiões Norte e Nordeste, as principais vítimas são jovens negros e indígenas.

A audiência foi requerida pelo senador Humberto Costa (PT-PE). Ele observou que seu estado possui o maior índice de assassinato de jovens negros no país. Também participaram do debate representantes da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil, Polícia Militar e de movimentos de direitos humanos.

Na avaliação da senadora Lídice, a redução da violência depende de uma política federal integrada.

– A razão essencial da violência está justamente na pobreza. A população jovem como população mais vulnerável se une a uma situação de pobreza, com um quadro de falta de oportunidade, com a ação do crime organizado, levando a um quadro de intensificação da violência, num contexto de racismo institucional contra negros e índios – explicou.

Lídice também ressaltou a necessidade de adoção de políticas de segurança pública em parceria com municípios. Ela afirmou que uma das causas da crescente violência está numa política de segurança pública fragmentada, que não é integrada entre estado, município e governo federal.

– O município tem que participar da política de segurança pública – defendeu.

Fonte: Agência Senado

PODCAST MAIS JUSTIÇA – I SIMPÓSIO DO DIREITO HOMOAFETIVO DO CENTRO SUL CEARENSE