Foto: Jan Messias
A estiagem que castiga o estado tem afetado de forma mais intensa algumas comunidades que estão sem acesso à água.

Em Quixelô, algumas comunidades estão sendo abastecidas com carros pipa, uma medida emergencial tomada pela secretaria de recursos hídricos.

Segundo Raul Rodrigues, correnador de recursos hídricos, algumas comunidades, mesmo perto da sede do município, estão sem abastecimento porque os poços estão com o nível muito baixo e a capacidade apenas supre as necessidades da zona urbana. Um exemplo disso é a Vila Acampamento, a apenas 4km da sede, que está sem água e recebe abastecimento do carro pipa.

Nas comunidades com sistema de abastecimento, o carro pipa deixa a água na caixa d’água central. Nas outras comunidades o abastecimento é feito em todas as casas, onde os moradores armazenam água para uso futuro.

Algumas comunidades, como é o caso de Lagoa Do Pé Da Serra, um dos distritos mais distantes, fica a mais de 10km do manancial mais próximo, tem sido abastecidada por um carro pipa da defesa civil há vários meses.

Segundo moradores, a situação está se tornando cada vez mais dramática na medida em que a seca se intensifica.