Comissão de Educação do Senado cria grupo de trabalho para avaliar denúncias sobre o Inep

(Foto: Reprodução)

A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta quinta-feira, 18, a criação de um grupo de trabalho para monitorar a crise no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). “O Inep, responsável pela produção de evidências sobre a educação brasileira, indispensáveis no planejamento, formulação, implementação, monitoramento e avaliação de políticas públicas em todos os níveis educacionais e esferas federativas, tem passado por diversos problemas nos últimos anos. Sucessivas trocas de comando, estrutura fragilizada de gestão e perda permanente de profissionais qualificados”, afirmou o parlamentar. O grupo de trabalho será composto por quatro senadores, sob o comando de Izalci Lucas (PSDB-DF).

A iniciativa surgiu por sugestão do presidente da comissão, senador Marcelo Castro (MDB-PI), após o pedido de exoneração de 37 servidores do instituto, que atuavam no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, parte dos servidores denunciaram situações de assédio moral por parte do presidente do Inep, Danilo Dupas, e afirmaram que houve interferência e censura em questões do Enem. Em audiência no Senado nesta quarta-feira, Dupas atribuiu a debandada à discussão sobre mudanças em gratificações dos funcionários. O ministro da Educação, Milton Ribeiro, também deu a mesma justificativa e negou interferência no exame.

Anúncio

Fonte: JP News