Com estreia em janeiro, azulão intensifica maratona de treinos

A equipe trabalha os treinos em campo e na academia de musculação – FOTO Divulgação

Visando à preparação para a estreia no Campeonato Cearense série A, teve início o período de treinos da Associação Desportiva Iguatu (ADI). A equipe nesta reta final de ano não terá descanso, em função do afunilamento do tempo. O Azulão do Centro-Sul tem exatos 21 dias para afinar a equipe para estreia marcada para o dia 09 de janeiro contra o Ferroviário.

Os treinos começaram na terça-feira, 13, com um elenco formado por 26 atletas. Sob comando do técnico Washington Luiz, o time intensifica os trabalhos no campo e fortalece o físico na academia. “Temos um trabalho desafiador. Sabemos que teremos um campeonato dos mais fortes nos últimos anos. Mas nos sentimos preparados para desempenhar esse trabalho. Já cumprimos as etapas de montagem do grupo e agora o trabalho de pré-temporada, para que consigamos os objetivos estipulados pela diretoria”, afirmou o treinador que cumpre sua quinta passagem.

Anúncio

O elenco possui uma mescla de experiência e juventude. O meio-campista Otacílio Neto, com 39 anos, chega para mais uma temporada. “Feliz em poder voltar ao Iguatu. Construímos uma história aqui dentro. E vamos lutar dentro de campo para alçar novos voos”, afirmou o veterano. No time ainda tem o ‘prata da casa’ Arthur Alencar, 16. “Esperamos que essa mistura dê o resultado que acreditamos quando formulamos o planejamento”, disse Raul Santos, gerente de futebol.

A apresentação do elenco foi prestigiada pelo prefeito da cidade e ex-presidente do time, Ednaldo Lavor (PSD). O poder público aportou em convênio à equipe o montante de R$ 250 mil. Maior valor já repassado desde a fundação da equipe. A diretoria comemora investimentos da iniciativa privada que somam 40% de todo o recurso a ser aplicado.

O Azulão do Centro-Sul será o único time do interior na competição, fora do eixo região metropolitana de Fortaleza e Cariri. “Vamos começar um trabalho árduo nessa primeira divisão. Agora temos um novo desafio que será primeiro a manutenção da equipe na elite do futebol estadual. Mas temos condições de lutar para beliscar uma vaga na série D do nacional”, afirmou o presidente Carlos Alberto Lima.

 

Competição

A fase de entrada do certame começa no dia 9 de janeiro, um domingo, e contará com a participação de oito clubes, que se enfrentarão em jogos de ida e volta: Ferroviário, Icasa, Pacajus, Atlético-CE, Caucaia, Crato, Maracanã e Iguatu.

Os dois primeiros colocados garantem a classificação de forma direta para as semifinais, o terceiro e o quarto terão de encarar o Vovô ou o Tricolor do Pici nas quartas de final, enquanto os dois últimos serão rebaixados para a Série B.

O primeiro colocado da primeira fase ainda garante uma vaga na Copa do Brasil e também na série D do brasileiro, ambos para a temporada de 2023. O segundo e o terceiro também asseguram a participação na quarta divisão nacional, fator muito benéfico para os clubes cearenses, já que preenche uma lacuna no calendário esportivo, principalmente para o segundo semestre.