Centenas de católicos participaram no fim da tarde desta quarta-feira, na cidade de Icó, da procissão com a imagem da padroeira, Nossa Senhora da Expectação. Após a caminhada houve celebração de missa solene, encerrando os festejos em honra à santa.

A festa religiosa em Icó é uma das mais antigas do Ceará, desde 1709, e segue a tradição portuguesa. É a única santa com esse título, em paróquia cearense. A cidade com seus casarões históricos e forte devoção religiosa vivencia o Natal que se aproxima.

A caminhada com a condução do andor da santa foi feita pelas ruas do centro histórico, no Largo do Théberge, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A

Os festejos começaram no último dia 9 com celebrações de novenas. A tradição é antiga. A capela foi construída em 1709 e depois a Matriz em 1785. “Aqui vivemos a preparação para o Natal”, frisou o bispo dom Édson de Castro Homem. “A própria denominação nos remete a Nossa Senhora Grávida, que está próxima de ter o filho, que é a luz do mundo, o próprio autor da vida, Deus”.

Os festejos da padroeira de Icó se relacionam com a celebração do Natal para os cristãos. “Celebrar Nossa Senhora da Expectação representa fortalecer o amor de Cristo para com a humanidade, o amor de mãe”, disse a aposentada, Maria Socorro Alexandre, 82 anos. “Desde criança que participo dessa festa”.

Neste ano, o novenário teve como tema central ‘Nossa Senhora da Expectação, nossa Mãe e Padroeira, Icó sob tua proteção’. Um grupo de cerca de 30 mulheres grávidas participaram da missa de encerramento.

Fonte: Diário Centro Sul