(Foto: Reprodução)

Editais reúnem um total de 1.812 vagas temporárias para a realização do Censo 2022.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu dois processos seletivos para contratação temporária de pessoal para a realização do Censo Demográfico 2022.

Os dois editais publicados nesta terça-feira (14) no Diário Oficial da União reúnem um total de 1.812 vagas.

São eles:

  • Agente Censitário de Administração e Informática – ACAI

Total de vagas: 1.781

Remuneração: R$ 1.700,00

Previsão de duração do contrato: 5 meses

     Veja o edital

  • Coordenador Censitário de Área – CCA

Total de vagas: 31

Remuneração: R$ 3.677,27

Previsão de duração do contrato: 7 meses

 Veja o edital

Entre as atribuições do Agente Censitário de Administração e Informática estão adotar as providências relativas à contratação, prorrogação de contratos e desligamento de recenseadores; colaborar na organização e na administração dos postos de coleta de sua coordenação de subárea.

Já o Coordenador Censitário de Área responde por questões técnicas, administrativas e operacionais; acompanha os trabalhos das equipes das coordenações nacionais e estaduais de supervisão e implementa as orientações recebidas; adota as providências relativas à contratação, prorrogação de contratos e desligamento das funções de Coordenador Censitário de Subárea.

As inscrições serão realizadas pela internet, no endereço eletrônico www.ibfc.org.br, e poderão ser feitas até 10 de janeiro de 2022. A taxa de inscrição é de R$ 44 para Agente Censitário de Administração e Informática e de R$ 66 para Coordenador Censitário de Área.

Outros editais a serem lançados
O IBGE recebeu autorização oficial para realizar outro processo seletivo com mais de 207 mil vagas para o Censo 2022.

  • Serão selecionados 207.020 agentes temporários para as funções de:
  • agente censitário municipal (5.500 vagas)
  • agente censitário supervisor (18.420 vagas)
  • recenseador (183.100 vagas)
  • Haverá vagas em todos os municípios do país. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é a empresa organizadora.

Devolução das taxas
O IBGE já iniciou a devolução da taxa de inscrição aos candidatos do processo seletivo simplificado do Censo 2021, cancelado em outubro, que oferecia mais de 204 mil vagas.

O pedido de reembolso deve ser feito pelo candidato no portal do IBGE, e o valor será restituído em até 40 dias após a solicitação. A orientação vale também para ressarcimento aos inscritos no processo seletivo do Censo 2020.

O depósito só será realizado em conta corrente em nome e CPF do candidato. Não será feito depósito em conta poupança, conta salário, conta conjunta ou contas de terceiros. O CPF também deve estar em situação regular junto à Receita Federal.

Fonte: G1 CE