Um projeto de sustentabilidade criado por alunos de uma escola pública estadual do Ceará venceu um prêmio nacional de educação com um protótipo para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti. O resultado foi anunciado na última terça-feira (22).

Eles criam uma capsula que, quando dissolvida na água parada, elimina as larvas do mosquito da dengue.

Os vencedores nacionais estudam na Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI) Marconi Coelho Reis, na cidade de Cascavel. O protótipo criado por eles é chamado ARBOCAPS: Cápsulas Sustentáveis Biodegradáveis em combate a arboviroses, que elimina a proliferação do mosquito Aedes aegypti, causador de doenças como dengue, zica e chikungunya.

A professora Heloina Capistrano, que orientou o trabalho, afirmou que a iniciativa de elaborar o projeto partiu da vontade dos alunos de ajudar a solucionar problemas da própria comunidade.

“Em 2018, uma escola de nossa região ficou entre as vencedoras, isso chamou bastante minha atenção e me fez tomar a iniciativa junto aos alunos a buscar soluções sustentáveis para as problemáticas reais da comunidade. Desde então seguimos participando e obtendo destaque, ficando sempre entre os finalistas. Com muito orgulho, nesta edição de 2022 com o projeto ARBOCAPS, alcançamos novamente o primeiro lugar nacional”, disse.

O trabalho feito por três alunos do ensino médio demorou oito meses para ficar pronto. Ele foi produzido a partir da folha do pião roxo e de resina de cajueiro.