O Ceará registrou, nos 16 primeiros dias do ano, 26.942 raios. Os dados foram divulgados pela Enel Distribuição, por meio do Sistema de Monitoramento e Alerta que monitora, entre outras ocorrências, as descargas atmosféricas no Ceará.

Em 2022, os municípios mais atingidos são Crateús (1.868 descargas), Santa Quitéria (936), Granja (872), Acopiara (642) e Santana do Cariri (614). Dentre as macrorregiões mais afetadas no Ceará, o Sertão de Crateús lidera os registros, com um total de 4.734 raios; seguido pelo Centro-Sul (4.262) e Vale do Jaguaribe (3.952).

No dia 13 de janeiro foi registrado o maior número de descargas atmosféricas no Ceará, contabilizando um total de 6.852 raios, seguido pelo dia 11 (5.333), pelo dia 1º (2.706).

Em 2021, Granja e Santa Quitéria se mantiveram no ranking e foram os municípios com maior incidência de raios, sendo Granja o primeiro lugar (7.461) e Santa Quitéria, o segundo (3.327). Março de 2021 foi o mês com o maior número de incidências, com o registro de 32.463 descargas atmosféricas. Ao todo, foram contabilizados 97.795 raios no Ceará.

Além de chuvas, ventos fortes, queimadas e descargas atmosféricas, o Sistema de Monitoramento e Alerta auxilia na verificação de possíveis ocorrências na rede da distribuidora, possibilitando que técnicos e engenheiros monitorem, em tempo real, todo o Ceará e, em caso de alguma ocorrência, agir de maneira mais assertiva e rápida. Esse trabalho é realizado 24 horas por dia pelo Centro de Controle do Sistema (CCS), a partir de satélite, com dados fornecidos em tempo real pelo Climatempo, e serve para otimizar o serviço em caso de interrupção no fornecimento de energia.

O sistema emite boletins diários sobre as condições meteorológicas de todo o Ceará e antecipa contingências no atendimento de emergência. Além disso, o programa conta com previsão de chuvas, monitoramento das áreas e alertas para previsão de riscos para cada local monitorado.

Cuidados dentro de casa durante tempestade:

· Evitar o uso do celular, secador de cabelo, ferro elétrico e outros aparelhos conectados à tomada;

· Evitar uso de chuveiro ou torneira elétrica;

· Evitar consertos de instalações elétricas;

· Se possível, permanecer dentro de casa enquanto a tempestade durar.

Cuidados fora de casa durante tempestade:

· Evitar contato com objetos metálicos, como cercas de arame, tubos metálicos e principalmente linhas telefônicas ou elétricas;

· Evitar estar em locais como campos abertos, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados.

Fonte: Portal GCMAIS