O Ceará investiga um caso suspeito de hepatite aguda de etiologia, ou seja, causa desconhecida. A Secretaria da Saúde (Sesa) informou que examina junto ao Hospital Regional do Cariri (HRC). O órgão disse que o paciente apresenta quadro clínico estável, está consciente e orientado.

A Secretaria reforçou que, no último dia 13 de maio, foi publicada uma nota de alerta com orientações e procedimentos para profissionais e unidades de saúde em casos suspeitos e confirmados de hepatites virais.

A Sesa garantiu que monitora o caso notificado como suspeito e está priorizando o diagnóstico deste paciente.

Sala de situação do Ministério da Saúde
O Ministério da Saúde instalou uma “Sala de Situação” para monitorar os casos de hepatite de causa desconhecida em investigação no país. Segundo o ministério, a iniciativa tem como objetivo apoiar a investigação de casos da doença notificados em todo Brasil e permitir um levantamento de evidências para identificar as possíveis causas.

Há uma semana, 44 possíveis casos da doença foram notificados no país, informou a Secretaria de Vigilância em Saúde da pasta. Desse número, três foram descartados e os demais permanecem em monitoramento.

No dia 10 de maio, segundo a OMS, 348 casos prováveis desta hepatite misteriosa, que teve um aumento repentino entre crianças e adolescentes, foram notificados no mundo. Segundo a organização, foram notificados casos em 20 países, com 70 casos adicionais de outros 13 países que estão pendentes de classificação, à espera da conclusão dos testes.

“A criação dessa sala de situação é muito importante para monitoramento constante e direcionamento das decisões e ações de forma rápida, coordenada e oportuna”, informou o secretário de Vigilância em Saúde substituto do Ministério da Saúde, Gerson Pereira.

Fonte: G1 CE