(Foto: Reprodução)

A Câmara dos Deputados terá pela primeira vez na história duas mulheres trans como deputadas federais: Erika Hilton (PSOL-SP) e Duda Salabert (PDT-MG).

Salabert foi a terceira deputada mais votada de Minas, com 208 mil votos. Já Erika conquistou 257 mil votos, ocupando a 8ª posição no estado, acima, por exemplo, da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, que ficou em 12º lugar.

As duas foram eleitas vereadoras de suas cidades, São Paulo e Minas Gerais, em 2020 com votações expressivas. As duas também têm em comum o fato de serem alvo de ameaças — Salabert , inclusive, votou de colete de balas no domingo (2). Erika, por sua vez, recebeu em fevereiro uma mensagem no seu e-mail que dizia: “Eu garanto que você vai morrer, satanás do inferno”.

No Instagram, Erika comemorou o resultado e afirmou “Travesti preta eleita. É federal. Pela primeira vez na história!”.

Na mesma rede, Salabert escreveu: “Sou a 1ª Trans eleita do Congresso Nacional ! Sou a deputada federal mais votada da história de M.G! Mesmo com ataques de setores da esquerda, ataques dos ciristas, ameaças de morte da ultra direita, vencemos ! Muito obrigada M.G !”

Fonte: G1