Em uma área que abrange além de Iguatu, Jucás, Quixelô e Cedro, cerca de 150 produtores são acompanhados pelo Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste (PRODETER). O programa incorpora um conjunto de estratégias com objetivo de potencializar a competitividade das atividades produtivas regionais. Nesta sexta-feira, 04, no campus Humberto Teixeira aconteceu o lançamento do projeto que visa ainda estruturação da cadeia produtiva do leite na ovinocaprinocultura nos municípios na Região Centro-Sul.

Somente a cidade de Iguatu nos últimos dois meses teve uma produção recorde de 4 mil litros de leite. Em apoio a cadeia produtiva as cidades da região vem recebendo tanques de resfriamentos. As cidades pleiteiam uma usina de beneficiamento de leite na ideia de agregar valor à produção. Hoje o leite produzido nos municípios é enviado para uma usina na cidade de Tauá.

Os presentes puderam apreciar os produtos derivados do leite de cabra e seus processos de fabricação. Foram mostrados pelos produtores queijos do tipo coalho natural, produzidos com leite caprino e adicionados com produtos como orégano, canela e pimenta, bem como bolos e doces. Teve espaço para apresentação da indústria couro-calçadista que opera com peles caprina e ovina está em franca ascensão na região.