(Foto: Reprodução)

Uma aeronave de pequeno porte entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização e foi interceptada pela Força Aérea Brasileira (FAB), por volta das 12h36, no domingo (3). O fato aconteceu no Estado do Mato Grosso do Sul. Duas aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano foram usadas para monitorar o avião.

Os pilotos de defesa aérea seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro, interrogando o piloto da aeronave, mas não obtiveram resposta. Nesse momento, a aeronave foi classificada como suspeita, conforme previsto no Decreto 5.144, de 16 de julho de 2004.

Na sequência, os pilotos da FAB ordenaram a mudança de rota e o pouso obrigatório em aeródromo específico. Porém, o piloto do avião interceptado não obedeceu. Foi necessário, então, que a defesa aérea comandasse o tiro de aviso.

(Foto: Reprodução)

Após a execução do tiro de detenção, a aeronave, que não tinha plano de voo e entrou no espaço aéreo do Brasil pela fronteira do Mato Grosso do Sul, fez pouso forçado no Estado de São Paulo, entre as cidades de Jales e Pontalinda.

A partir de então, a Polícia Federal assumiu as Medidas de Controle de Solo (MCS). Duas pessoas se evadiram antes da chegada dos policiais e na aeronave foram encontrados em torno de 500 quilos de pasta base de cocaína.

Fonte: Diário do Nordeste

PODCAST MAIS ROCK – O ressurgimento de Kate Bush com sua canção “Running Up The Hill”. Novas canções do Matanza INC, Ozzy Osbourne e Megadeth. Álbuns cinquentões do Eagles e David Bowie