Pelo menos doze guias nepaleses morreram nessa sexta-feira (18/04), em uma avalanche no Everest. Esse é o acidente mais violento da história da maior montanha do mundo.

As vítimas integravam um grande grupo de sherpas que saíram durante a manhã com barracas, alimentos e cordas, antes do início da temporada de alpinismo, no fim do mês. Uma equipe de resgate, com o apoio de helicópteros, procura sobreviventes. Sete pessoas que haviam sido cobertas pela neve e gelo foram resgatadas com vida, entre elas está o alpinista cearense, Rosier Alexandre.

A tragédia ocorreu às 06h45 locais (22h00 de quinta-feira em Fortaleza), em uma área entre os acampamentos 1 e 2 da montanha, localizados, respectivamente, a 5.900m e 6.400m acima do nível do mar. No momento do acidente, Rosier estava no acampamento base, localizado a 5.350m, de onde partiria no sábado (19) para o campo 1.

A via por onde os montanhistas passariam está bloqueada. Na manhã deste sábado, uma reunião do guia líder com as autoridades do Everest deve avaliar as condições de segurança da montanha.

Fonte: CEARA AGORA