Na sede da Força Sindical, o Solidariedade selou o apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Planalto, com lideranças do PSD e um aceno da campanha do petista ao centro. Organizado por Paulinho da Força, o evento atraiu o senador Omar Aziz (PSD) e o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PSD).

Paulinho convidou também os senadores Renan Calheiros (MDB) e David Alcolumbre (União Brasil), mas os dois não compareceram. Também presente no evento, o ex-tucano Geraldo Alckmin (PSB), parceiro de chapa de Lula, enalteceu a carreira de Paulinho como líder sindical e disse que o encontro era “o prenúncio da vitória”.

“Paulinho, o Solidariedade nasceu da luta social para melhorar a vida do nosso povo. Aliás, o mundo do trabalho deu ao Brasil o seu maior líder popular: Luiz Inácio Lula da Silva, Lula”, disse Alckmin, repetindo uma frase que adotou em um evento recente com sindicalistas.

Ramos e Aziz fizeram discursos enfáticos a favor da candidatura de Lula e atacaram o presidente Jair Bolsonaro. Lula retribuiu elogios, e cumprimentou Aziz pelo trabalho na CPI da Covid. “(O encontro) é para tentar aglutinar o maior número de forças democráticas, seja esquerda, centro, e até direita, que acreditam na democracia e acha que através do voto democrático tem direito de escolher quem você quiser”, afirmou o senador, que tentará a reeleição.

DIALOGO MAIS – 28 DE JUNHO DIA DO ORGULHO GAY