(Foto: Reprodução)

Um gigantesco asteroide com cerca de 1,8 km de diâmetro vai passar “relativamente perto” da Terra na próxima sexta-feira (27). Mas isso não é motivo para alarde.

“Não há chance alguma de que este asteroide possa impactar a Terra. De fato, o sobrevoo de 27 de maio é o mais próximo que este asteroide se aproximará da Terra em pelo menos 2 séculos”, explica Paul Chodas, diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra (Center for Near Earth Object Studies) da Nasa.

O chamado 7335 (1989 JA) não representa nenhuma ameaça para nós porque, segundo a Nasa, o objeto passará a cerca de 10 vezes a distância média entre a Terra e a Lua, a 4 milhões de quilômetros.

Para os cientistas, essa distância permite classificá-lo como uma Asteroide Potencialmente Perigoso (PHA), mas como explica o astrônomo Pedro Bernardinelli, isso não quer dizer que ele é uma ameaça para gente nem mesmo em futuro próximo.

Bernardinelli, que foi um dos responsáveis por descobrir o cometa de maior núcleo já avistado pela ciência, disse ao g1 que essa classificação não deve ser interpretada como algo alarmista pois conhecemos bem a órbita do 7335 e sabemos, de fato, que ele não representa perigo nenhum.

Segundo o CNEOS, esse asteroide que se aproxima no dia 27 de maio vai ser o maior que passará pela Terra em 2022, mas os astrônomos o acompanham há mais de 30 anos, e conhecem bem o seu caminho orbital, assim como o de diversos outros Asteroides Próximos da Terra (NEO, na sigla em inglês).

Fonte: G1