O combate à violência doméstica foi o tema do decreto assinado pelo presidente Michel Temer assinou decreto nesta terça-feira (27), em solenidade no Palácio do Planalto. O texto institui o Plano Nacional de Combate à Violência Doméstica. De acordo com Temer, as ações vão promover a colaboração entre estados e municípios com a União em prol de uma “política abrangente que a um só tempo traz punição rigorosa contra ao agressor e uma prevenção eficaz contra a violência”. O decreto também pretende ampliar a promoção dos direitos e da cidadania da mulher e sua ascensão no mercado de trabalho.

Carinho em ato contra a violência

O presidente da República, Michel Temer, recebe beijo da primeira-dama, Marcela Temer, no lançamento do Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Doméstica contra a Mulher, no Palácio do Planalto

Mais Médicos desfalca outros programas

Atraídos pelo ganho salarial, profissionais estão migrando de programas como o Saúde da Família para o Mais Médicos. Na Bahia, no Rio Grande do Norte e na Paraíba, mais de 50% dos inscritos para substituir os cubanos já atuavam na atenção básica. Municípios se queixam de “transferência do problema”.

Indulto de Natal

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quarta-feira o julgamento da ação que discute a validade do decreto de indulto natalino editado por Temer, em dezembro do ano passado. O indulto é um perdão de pena e costuma ser concedido todos os anos em período próximo ao Natal, atribuição do presidente da República. O indulto tinha regras mais brandas e uma liminar do ministro Luís Roberto Barroso deixou as regras mais rígidas. Agora, o plenário vai decidir se mantém ou derruba a liminar.

Reduzir açúcar

Uma redução gradativa na quantidade de açúcar foi acordada entre o Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e associações produtoras ligadas à indústria dos alimentos. A proposta é reduzir até 33,8% do açúcar em refrigerantes, até 32,4% para bolos, e até 10,5% para os achocolatados. Mas a redução é pequena e precisa de complementos, dizem especialistas.

Futebol

O Fluminense recebe o Atlético-PR no Maracanã, às 21h45, em jogo que vai definir um dos finalistas da Copa Sul-Americana. No jogo de ida, o time paranaense venceu por 2 a 0 e agora avança à decisão se empatar ou perder por 1 a 0. Quem se classificar pega o vencedor do duelo entre Junior Barranquilla e Santa Fé, que se enfrentam amanhã. O campeão tem vaga na Libertadores 2019.

Partido Novo

O Partido Novo lamenta a decisão do presidente Michel Temer de sancionar o projeto de lei que concede aumento de salário aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Assim como o Senado, o presidente ignora a grande mobilização popular, traduzida na petição online – encabeçada pelo NOVO – com quase 3 milhões de assinaturas e no estudo realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, que demonstrou que 89% dos brasileiros são contra a medida.

Cresce confiança do empresário

Dezembro está chegando, e o comércio mais otimista. A Confiança do empresário do comércio cresce 1,4% de outubro para novembro, diz Confederação nacional do comercio. Ao revisão da projeção de vendas calculada para o Natal deste ano e estima que a data movimentará R$ 34,5 bilhões, o que representa um avanço de 2,8% na comparação com o mesmo período do ano passado. A previsão de contratação de trabalhadores temporários também aumentou de 72,7 mil para 76,5 mil vagas. Em relação à previsão para 2019, a Confederação estima uma alta de 5,2%. Se confirmada, essa variação seria a maior dos últimos sete anos.

IBGE buscará R$ 150 mi com emendas parlamentares para Censo de 2020

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) buscará junto a deputados e senadores a inclusão no orçamento de 2019 da União de emendas parlamentares que garantirão R$ 150 milhões para o início da preparação do Censo Demográfico de 2020. A medida é uma forma que o instituto encontrou para garantir orçamento para começar os trabalhos do Censo, que atualizará as informações da população brasileira estimada em 2010 pelo instituto. A quantia foi divulgada nesta terça-feira (27) pelo jornal Valor Econômico e confirmada pela Folha de S. Paulo. Para 2019, o IBGE enviou uma previsão de orçamento ao Ministério do Planejamento de R$ 344 milhões, que cobriria os gastos preliminares do Censo, mas a pasta só liberou R$ 200 milhões.

Pre-estação chuvosa

A estação chuvosa é outra expectativa com relação a quadra invernosa do próximo ano em nossa região. Por enquanto, o calor deu uma trégua. Por sua vez, o prefeito Ednaldo Lavor tratou em Fortaleza com secretários do governo, da situação hídrica do município. Na oportunidade, foi apresentado ao secretário as alternativas que o município dispõe para garantir o abastecimento d’água numa eventual necessidade. Ainda na pauta, o projeto do Aquífero Julião, o qual será acompanhado pelo Governo do Estado.

Zerou o jogo

No campo politico, as eleições para a presidência da câmara municipal movimentam os bastidores. Diferente do acordado, até o dia 15 de dezembro novos fatos poderão esquentar o clima na casa Legislativa. Nas ruas e redes sociais, as pessoas esperam por um desfecho que possa unir as tendências e não comprometa o desenvolvimento do município.

Tiros preocupam moradores

Moradores da rua Laureano Sousa Bernardo no bairro Veneza, foram surpreendidos com disparos de tiros por parte de marginais nesta noite de terça-feira (27) em uma residência. A polícia esteve no local e apura os fatos que segundo os curiosos, tem motivação de acerto de contas.