Sustos, prejuízos, revolta e preocupação marcaram o incêndio da loja de material de construção na avenida Márcio Fernandes, antiga Estados Unidos, no bairro Flores cujas causas são desconhecidas. O sinistro durou mais de três horas na noite de sexta-feira (08), e colocou a vizinhança em pânico.

O proprietário da loja ainda não fez levantamento dos prejuízos. Por outro lado, o fato retoma a polêmica da estrutura do Corpo de Bombeiros no município e da ação preventiva dos empresários, com a falta de hidrantes, numa cidade onde ocorre poucos incêndios. Este é o terceiro maior incêndio da história de Iguatu em estabelecimentos comerciais. Segundo a imprensa, em setembro de 1995, com três vítimas, ocorreu o incêndio no depósito de Milton Afonso, na avenida Agenor Araújo, e em 16 de julho de 2008 outro incêndio de grandes proporções, sem vítimas, mas com enorme prejuízo, ocorreu na empresa Tub Form, localizada na avenida José Holanda Montenegro.

Lei da transparência

Os municípios com menos de 50 mil habitantes têm até maio deste ano para cumprir os requisitos exigidos pela lei complementar 131, de maio de 2009, conhecida como lei da transparência. No Ceará, a porcentagem chega a 82,1%, ou seja, 151 das 184 cidades. A legislação exige a divulgação em tempo real das informações sobre a execução orçamentária e financeira em meios eletrônicos de acesso público. Na prática, é a implantação dos portais da transparência na internet. As cidades de maior porte já estão obrigadas a cumprir a lei. O prazo dado aos municípios com mais de 100 mil habitantes foi de um ano, ou seja, desde 2010 já devem disponibilizar esses dados na internet. Em caso de descumprimento à lei complementar 131/2009, os municípios podem ficar impedidos de receber transferências voluntárias, obter garantia, direta ou indireta, de outro ente e contratar operações de crédito, ressalvadas as destinadas ao refinanciamento da dívida mobiliária e as que visem à redução das despesas com pessoal.

Sucessão estadual

Faltam 19 meses, mas a sucessão presidencial já está na rua repercutindo nos estados. Para analistas, vai começar também a sucessão de Cid. Detalhe, os candidatos fazem parte do grupo e um aliado. Cid Gomes, no momento, tem ao seu redor quatro pretendentes à chefia do Executivo estadual: Domingos Filho, atual vice-governador; Eunício Oliveira, senador da República; Leônidas Cristino, ministro do Governo Dilma Rousseff, e Mauro Filho, secretário da Fazenda estadual. Quando o candidato a ser apoiado por Cid for escolhido, só Eunício Oliveira não estará no partido do governador. Nenhum deles faz reserva quanto ao trabalho desenvolvido, embora Domingos, Leônidas e Mauro ressaltem ser do governador a palavra final sobre o escolhido. Outra preocupação é com eleição das bancadas na Câmara dos Deputados e Assembleia. 

Mapa petista

Todos os presidentes estaduais do PT estão sendo convocados para uma reunião em 25 de março. O partido pretende fazer o primeiro mapa das eleições regionais de 2014, sistematizando as pretensões petistas e os planos dos aliados.

Cheques: Mulheres são as mais inadimplentes

O número de mulheres inadimplentes nos pagamentos com cheques superou o de homens nos meses de novembro e dezembro de 2012, segundo pesquisa divulgada na semana passada pela Tele Cheque, empresa especializada em análise de crédito para pagamentos com cheques. No total, as mulheres representaram 56% dos consumidores inadimplentes com esse meio de pagamento, enquanto os homens representaram 44% restantes. Apesar dos números, resultado apontou leve redução do percentual de consumidoras que não honraram compromissos.

Bom motorista vai ter multa perdoada no DF

O condutor que cometer infração média ou leve no trânsito não será multado nem perderá pontos na carteira, levará apenas advertência por escrito, desde que não tenha nenhum outro deslize registrado pelo Detran nos últimos 12 meses. A medida, prevista em lei, deve entrar em vigor no Distrito Federal em 15 dias.

Eleições: Congresso discute tornar voto facultativo no País

Dezenove projetos na Câmara e quatro no Senado propõem o fim da obrigatoriedade do voto. Mas a questão é polêmica e está longe de alcançar consenso entre políticos e estudiosos da matéria.

Governo quer substituir taxa sindical

Cobrado desde 1943 de todos os trabalhadores com carteira assinada no País, o imposto sindical deve ser substituído por uma taxa negociada entre sindicatos e categorias, no valor de até 1% do salário por mês. No primeiro momento, porém, o governo vai manter o imposto sindical, e a nova taxa negocial, antigo sonho do PT e da CUT, será criada como uma contribuição adicional. No futuro, o governo pode promover a troca definitiva.

Campanha contra o desperdício

Embora a cidade não enfrente racionamento d’água, a população pode colaborar evitando o desperdício. A autarquia municipal poderia realizar campanha educativa neste período de seca, já que muitos continuam lavando carros, motos e aguando jardins. É ruim ter a sensação de abrir a torneira e não ter o precioso líquido  por este preço. Comenta-se que é desejo do prefeito construir chafariz nos locais que sofrem com a falta d’água. Durante encontro no Rotary, representantes da sociedade elaboraram documento sobre a seca e que será encaminhado ao governo do estado.

Pensamento

Para um leitor, o prefeito Aderilo Alcântara (PRB) precisa mostrar mais em 2013, pois 2012 ainda pertence ao ex. Como uma sombra, os discursos, entrevistas e encontros, o passado ainda se faz presente.

Rua escura

Moradores da Vila Wilton Correia Lima, próximo à rua José de Alencar, pedem a Coelce para trocar lâmpada naquele local. Além da escuridão, o telefone público também está sem funcionar. No local, dezenas de moradores temem assaltos por causa da escuridão.

*Silvani Soares é bancário e radialista